Giro do Vale

Giro do Vale

domingo, 23 de junho de 2024

Comunidade vai a Câmara de Vereadores cobrar mais segurança em Bom Retiro do Sul

Foto: Gilmar Francisco da Silva / GV

Comunidade atendeu ao chamado lançado nas redes sociais e compareceu a sessão da Câmara. Foto: Gilmar Francisco da Silva / GV

A Câmara de Vereadores de Bom Retiro do Sul ficou tomada de pessoas da comunidade na sessão desta terça-feira, dia 17. Tanto no espaço interno como na rua haviam populares que foram até a Casa Legislativa com o objetivo que solicitar apoio dos vereadores em medidas que visam diminuir a criminalidade na cidade. O grupo nomeou um representante que expôs as demandas levantadas durante os últimos dias. O comandante da Brigada Militar no município Sargento Rivelino Jaques Peixe também utilizou a tribuna.

Foto: Gilmar Francisco da Silva / GV

Juliano Beppler da Silva falou em nome do grupo que mobilizou a população. Foto: Gilmar Francisco da Silva / GV

Nomeado pelo grupo que realizou a mobilização popular, Juliano Beppler da Silva utilizou a tribuna e expôs além da situação atual que vive a segurança do município, uma lista de itens que foram sugeridos como forma de reprimir os criminosos que estão atuando na cidade.

Confira a lista de sugestões e observações:

  • Intervenção policial imediata, com reforço de fora da cidade, em caso de não haver como efetivar no município;
  • Assim como o CRPO_VT designou 60 policiais para a Operação Golfinho, poderiam designar 10 para Bom Retiro do Sul neste período crítico;
  • Que os políticos locais busquem junto aos seus contatos na Assembleia Legislativa força para reforço do efetivo policial;
  • Cobrança para que a Brigada Militar tenha mais intervenções do Pelotão de Operações Especiais (POE) nos pontos onde se sabe que os meliantes se reúnem.
  • Comprometer mais o Conselho Tutelar para a realização de ações conjuntas com a Brigada Militar;
  • Reconsideração do pagamento de horas extras para a polícia;
  • Policiais Civis não tem vínculo nenhum com o município, não moram aqui, e desta forma não conhecem bem o local;
  • Governo Municipal oferecer auxílio moradia para buscar atrair novos policiais militares que sejam lotados no município;
  • Município realizar, ou buscar parcerias para a instalação de Câmeras de vigilância em pontos estratégicos da cidade;
  • Que a administração municipal efetive o Conselho Municipal de Segurança Pública;

Por fim Beppler destacou que o momento é de união de forças entre a comunidade, representantes políticos e das polícias na busca por uma solução imediata para acabar com a farra do crime que deixa preocupada, uma cidade que até então era pacata.

Sargento na Tribuna

Foto: Gilmar Francisco da Silva / GV

Sargento Jaques falou da dificuldade que a BM local enfrenta com pouco efetivo e corte de horas extras. Foto: Gilmar Francisco da Silva / GV

Quem também falou foi o comandante do Batalhão local da BM. O Sargento Jaques expôs as dificuldades que a corporação local vem enfrentando com a soma de um baixo efetivo policial somado ao corte de horas extras. Ele expôs que atualmente, cinco dos oito policiais lotados no município estão de serviço. Segundo ele, em novembro dois policiais já terão tempo para pedirem a aposentadoria, o que pode diminuir ainda mais o efetivo local.

Outra constatação em seu discurso foi o desconforto com a Legislação que permite que pouco tempo depois de serem presos por prática de delitos, os meliantes voltam para a rua. Por fim ele se colocou à disposição da comunidade para dialogar e receber sugestões que vão de encontro com o bem comum.

Hino, vaias e mais cobranças

No intervalo da sessão os vereadores se dirigiram até a rua para a execução do Hino Nacional. No final os populares que lá estavam vaiaram o momento proporcionado, e teceram cobranças aos vereadores, quando ocorreu um princípio de discussão entre alguns vereadores e parte dos manifestantes. Logo após isso, o empresário Bruno Gomes utilizou a tribuna e cobrou maior empenho dos parlamentares na busca por solução. Ele ainda chamou os vereadores de acomodados por não se empenharem junto aos deputados de seus partidos na busca de alternativas.

Audiência Pública

Foto: Gilmar Francisco da Silva / GV

Comunidade cobra medidas urgentes para a melhora na segurança. Foto: Gilmar Francisco da Silva / GV

O Governo Municipal marcou para esta quarta-feira, dia 18, uma Audiência Pública no Auditório Egon Hary Lipp, no Centro Administrativo a partir das 19h. O encontro contará com a presença dos comandos das polícias Civil e Militar, do Ministério Público e da Secretaria de Segurança do Estado. Toda a comunidade é convidada a participar.

 

Giro do Vale

Compartilhe:

Ainda não há comentários

Os comentários estão fechados no momento.

Leia também