Giro do Vale

Giro do Vale

terça-feira, 25 de junho de 2024

Inter espanta a zebra nos pênaltis e segue no Gauchão

Foto: Fabiano do Amaral / Divulgação

Foto: Fabiano do Amaral / Divulgação

O Inter viveu uma noite de terror nesta quarta-feira, mas conseguiu espantar a zebra do Cruzeiro nos pênaltis e segue no Gauchão. Os comandados de Diego Aguirre sofreram o 2 a 0 e conseguiram o empate apenas no fim da partida. Nas penalidades, o Colorado confirmou a qualidade dos batedores e venceu por 3 a 1 no Beira-Rio.

O primeiro tempo teve o Inter na pressão, mas a zebra dando as caras no Beira-Rio. O Cruzeiro foi perigoso nos contra-ataques e, em uma bola, abriu o placar.

No começo da partida, os lances foram quase todos do Colorado, entretanto. Logo aos cinco minutos, D’Alessandro bateu escanteio e recebeu em jogada ensaiada. Com o goleiro cobrindo a bola cruzada, ele tentou surpreender e chutou direto com pouco ângulo, mas Bruno Grassi se esticou para tirar.

Sasha perde chances e castigo vem com Matheus

A pressão seguiu ao longo da etapa e Sasha perdeu duas boas chances dentro da área. Na primeira, cabeceou livre, mas mandou sobre o ângulo esquerdo. Na segunda, Valdívia cruzou rasteiro e Sasha concluiu de carrinho, com o goleiro batido. Caprichosamente, passou rente ao poste esquerdo.

Aos 30, Ernando teve à chance à queima-roupa. O zagueirão surgiu como elemento surpresa e chutou forte, mas Bruno Grassi, em grande dia, tirou com o pé. O castigo pela falta de mira veio em seguida. Aos 39 minutos, Matheus recebeu na intermediária e chutou com categoria. A bola passou entre dois marcadores e entrou no canto esquerdo para o 1 a 0 do Cruzeiro. Alisson nem se mexeu no lance.

Inter sofre o 2 a 0 no contra-ataque

O Inter foi para a pressão total, e acumulou várias faltas e escanteios, mas sem conseguir botar a bola na rede. Na melhor chance, D’Ale cobrou falta na frente da área, a bola ainda desviou na barreira traindo o goleiro, mas Bruno Grassi conseguiu se recuperar no contrapé para espalmar.

A volta para o segundo tempo foi sem trocas, mas com o Inter fazendo a blitz na área do Cruzeiro. Mas a surpresa da torcida veio com mais um gol adversário. Wagner puxou o contragolpe e cruzou da esquerda. Wesley subiu entre Ernando e Juan, numa pane geral da zaga, e cabeceou no canto direito, sem chances para Alisson.

Lisandro Lopez salva o dia

O Inter foi para o tudo ou nada, com Rafael Moura e Anderson nos lugares de Valdívia e Jorge Henrique. Aos 12 minutos, mão do zagueiro André Ribeiro e pênalti para o Colorado. Mas a zebra ainda estava forte. D’Alessandro bateu forte, no canto direito, e errou! No lance seguinte, Bruno Grassi tirou no ângulo bola cabeceada por Rafael Moura na marca do pênalti.

Só aos 31 minutos a situação começou a mudar. Lisandro Lopez entrou no lugar de Nilmar e conseguiu um pênalti ao pressionar a zaga. Ele mesmo bateu, no centro da meta como um desabafo e descontou. Quatro minutos depois, o argentino ganhou credenciais de herói da partida. Em bola cruzada, ele apareceu sozinho na pequena área e igualou o placar de carrinho para o 2 a 2.

A pressão seguiu, com a torcida empurrando, mas Bruno Grassi garantiu as penalidades. Aos 48 minutos, fez duas defesas incríveis para manter o empate. No primeiro lance, defendeu chute de William no canto esquerdo. No rebote, Sasha fulminou, mas o goleirão se recuperou para espalmar de novo. Lisandro Lopez teve a chance aos 50 minutos, mas chutou em cima da defesa e o jogo foi mesmo para a decisão na marca da cal.

D’Alessandro começou as cobranças com um belo chute no canto direito. Para o Cruzeiro, Laerte acertou a trave e já partiu em desvantagem. Lisandro Lopez e Juan confirmaram, mesmo com Bruno Grassi acertando o canto, enquanto Alisson pegou a cobrança de Rodrigo, enquanto Jeferson anotou o 3 a 1, abrindo a conta do Cruzeiro. Rafael Moura manteve os rivais na briga ao chutar muito mal por cima, mas BenHur carimbou o travessão e deu a passagem para a semifinais para o Colorado.

Gauchão 2015 – Quartas de final

Inter 2 (3)
Alisson; William, Juan, Ernando e Geferson; Rodrigo Dourado, Jorge Henrique (Anderson), Valdívia (Rafael Moura) e D’Alessandro; Eduardo Sasha e Nilmar (Lisandro Lopez). Técnico: Diego Aguirre.

Cruzeiro 2 (1)
Bruno Grassi; Jaiminho, André, Laerte e Jefferson; BenHur, Paraná (Carlão), Reinaldo e Wágner; Matheus (Rodrigo Heffner) e Wesley (Claudinho). Técnico: Luiz Antônio Zaluar.

Gols: Matheus (39min/1ºT) e Wesley (5min/2ºT), para o Cruzeiro; Lisandro López (31min/2ºT e 35min/2ºT), para o Inter.
Cartões vermelhos: André Ribeiro (C) e Rodrigou Dourado (I)
Cartões amarelos: Ben Hur, Matheus, André Ribeiro e Bruno Grassi (C); William, Rodrigo Dourado e D’Alessandro (I).
Local: Beira-Rio.
Árbitro: Diego Real.

 

Correio do Povo

Compartilhe:

Ainda não há comentários

Os comentários estão fechados no momento.

Leia também