Giro do Vale

Giro do Vale

sábado, 22 de junho de 2024

Inter vence o Ypiranga e assume a liderança do Gauchão

Foto: Ricardo Giusti / Divulgação

Foto: Ricardo Giusti / Divulgação

Em jogo atrasado da sexta rodada do Gauchão, o Inter venceu o Ypiranga, por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, no estádio Beira-Rio, e assumiu a liderança do Campeonato Gaúcho, com 31 pontos. D’Alessandro marcou o gol de pênalti que colocou o Colorado como o time que mais somou pontos após 14 rodadas realizadas. Já o clube de Erechim permanece com 23, na terceira colocação.

Mas o resultado quase ficou em segundo plano, em razão das confusões no gramado. O lateral-esquerdo Fabrício, ainda antes do gol colorado, roubou a cena ao retrucar vaias da torcida com gestos e xingamentos. Foi expulso, tirou a camisa e disse que estava deixando o clube. Antes mesmo da partida terminar, ele deixou o estádio, escoltado por seguranças.

Na última rodada, o Inter recebe o Passo Fundo dependendo só de si para encerrar a primeira fase na liderança do Estadual. Já o Ypiranga encara o Cruzeiro no Vieirão, em Gravataí. Todos os jogos da última rodada serão disputados às 16h de domingo.

Sasha e Nilmar mostram entrosamento

A partida começou com o Inter dominando as ações ofensivas e o Ypiranga – desfalcado por Paulo Baier – fechado no campo defensivo. Trocando muitos passes em velocidade, o time de Diego Aguirre conseguiu chegar com perigo pela primeira vez aos 15 minutos. Sasha passou para Nilmar na meia lua, o atacante deu um giro, invadiu a área e chutou de bico. O goleiro Carlão espalmou para fora.

Logo em seguida, Nilmar recebeu lançamento, matou no peito e chutou. Carlão espalmou para dentro da área e Sasha chegou um pouco atrasado. No lance seguinte, o Ypiranga criou a melhor oportunidade da primeira etapa. Jean passou para Saldanha, que arriscou de fora da área e a bola passou rente à esquerda da meta defendida por Alisson.

O Inter respondeu. Aos 21, Sasha passou para Nilmar, que, cercado por três marcadores, conseguiu devolver. Após invadir a área, o atacante bateu cruzado, mas a bola passou na frente da goleira e saiu à esquerda. Três minutos depois, Jorge Henrique cabeceou para cima e Juan, de bicicleta, chutou próximo ao poste direito de Carlão.

Após esse lance, o jogo caiu em qualidade e os dois times passaram a disputar intensamente a bola no meio de campo. O Ypiranga chegou a marcar presença no campo ofensivo, mas sem criar chances claras. Aos 41, Anderson acertou Otacílio Neto de ombro e o jogador do clube de Erechim deu uma cotovelada no meia do Inter. Imediatamente, o árbitro Luís Teixeira deu o cartão vermelho para os dois.

Ainda no fim do primeiro tempo, Nilmar lançou Sasha dentro da área. O atacante bateu, mas o zagueiro Oliveira afastou pela linha de fundo e evitou a abertura de placar.

Fabrício perde o controle e é expulso ao brigar com a torcida

O Ypiranga partiu para o ataque logo no início do segundo tempo. A 57 segundos, Jean Paulo recebeu passe dentro da área, deu um toque em direção a marca do pênalti e, quando tentou arrancar, se envolveu em um choque com Fabrício. O árbitro entendeu como jogada normal e mandou seguir.

O Inter reagiu com Jorge Henrique, que arriscou da intermediária e a bola passou próximo ao travessão de Carlão. Com a nova postura do adversário, os comandados de Diego Aguirre passaram a ter dificuldade para chegar à área adversária trocando passes e passaram a ter dificuldade para criar oportunidades de gols.

Até que, aos 14, D’Alessandro cobrou escanteio da esquerda de ataque, Ernando cabeceou e a bola passou rente ao poste esquerdo de Carlão. Três minutos depois, Fabrício fazia uma jogada pelo lado esquerdo quando começou a ser vaiado. No meio da jogada com D’Alessandro, o lateral parou e começou a fazer sinais com o dedo médio para a torcida. O árbitro viu e expulsou o atleta, que ainda retirou a camisa e jogou no chão. Antes de entrar no vestiário, falou para a torcida que iria embora do clube.

Com um a menos, Inter tem pênalti e vence

Passados poucos minutos do incidente, aos 23, Rodrigo Dourado lançou Nilmar na velocidade dentro da área, Negretti derrubou o atacante e árbitro Luís Teixeira marcou a penalidade. Na cobrança, D’Alessandro chutou no canto inferior direito de Carlão, que saltou para a esquerda: Inter 1 a 0.

Recém aberto, o placar quase voltou à igualdade três minutos depois, quando Cleiton recebeu passe e chutou forte, obrigando Alisson a saltar e, com a ponta dos dedos, tocar pela linha de fundo. O Ypiranga seguiu esboçando pressão no Inter, mas arriscando chutes de fora da área. Aos 46, Jean Paulo aparou cruzamento de cabeça e obrigou a Alisson fazer importante defesa. Apesar do domínio na reta final, o time de Erechim não conseguiu furar o bloqueio defensivo do Inter, que agora não vê ninguém na frente no Gauchão.

Gauchão 2015 – 6ª rodada (jogo atrasado)

Inter 1
Alisson; Ernando, Juan, Alan Costa e Fabrício; Rodrigo Dourado, Anderson, Jorge Henrique e D’Alessandro (Vitinho); Eduardo Sasha (Valdívia) e Nilmar (Alan Ruschel).
Técnico: Diego Aguirre.

Ypiranga 0
Carlão; Matheus, Negretti, Oliveira, Ruan; Róbson, Jessé, Guto (Cleiton), Jean Paulo; Saldanha (Danilo Santos), Otacílio Neto.
Técnico: Leocyr Dall’astra.

Gol: D’Alessandro (26min/2ºT)
Cartões amarelos: Negretti (Y)
Cartões vermelhos: Anderson e Fabrício (I) e Otacílio Neto (Y)
Local: Beira-Rio, Porto Alegre.
Público total: 13.170
Renda: R$ 202.350,00
Arbitragem: Luís Teixeira, auxiliado por Rafael da Silva Alves e José Eduardo Calza

 

Correio do Povo

Compartilhe:

Ainda não há comentários

Os comentários estão fechados no momento.

Leia também