Giro do Vale

Giro do Vale

domingo, 16 de junho de 2024

A partir desta quarta-feira, está proibido estacionar na avenida Avelino Tallini após a meia-noite

Foto: Cícero Copello / Divulgação

Foto: Cícero Copello / Divulgação

O Departamento de Trânsito coloca em vigor a partir desta quarta-feira, dia 3 à 00h a restrição ao estacionamento na avenida Avelino Tallini e ao loteamento próximo do Complexo Esportivo da Univates, no bairro Universitário.

A decisão foi tomada depois das inúmeras reclamações de moradores por causa do som alto de carros, da baderna e dos rachas promovidos pelos usuários do local, além do lixo jogado nas ruas e calçadas durante a madrugada, especialmente nos finais de semana. “Lamentamos ter que fazer isto, mas temos que preservar as pessoas. Uma grande parcela da comunidade está sendo prejudicada por meia dúzia que faz baderna e falta com o respeito”, diz o coordenador do Departamento de Trânsito, Euclides Rodrigues.

Trinta placas de sinalização irão ajudar a informar os motoristas da proibição do estacionamento e quanto aos horários (das 00h às 6h). No início da proibição haverá um trabalho de conscientização dos condutores. “Haverá uma ação do nosso pessoal. É véspera de feriado e a intenção é orientar e conscientizar a todos. Da meia noite até às 6h da manhã estará proibido o estacionamento de veículos da Avenida Tallini. O interesse maior é da população que não consegue descansar por causa do barulho”, afirma Rodrigues.

Após a primeira fiscalização os agentes de trânsito irão aplicar multas para aqueles que descumprirem as normas. Os infratores estão sujeitos a multa de R$ 85, além de três pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Motoristas que não estiverem no local no momento da fiscalização terão seus veículos guinchados.

A Brigada Militar e o Departamento de Trânsito farão patrulhamento no local e também na avenida Piraí, no bairro São Cristóvão. Na via também não é permitido estacionar das 0h às 6h.

 

AI Prefeitura de Lajeado.

Compartilhe:

Ainda não há comentários

Os comentários estão fechados no momento.

Leia também