Giro do Vale

Giro do Vale

quinta-feira, 13 de junho de 2024

Chuva de cem milímetros causa inundações e deslizamentos no Vale do Taquari

Do fim da tarde da última quarta-feira, dia 17, até o meio-dia de ontem, dia 18, o Centro de Informações Hidrometeorológicas (CIH) da Univates registrou 108,5 milímetros de chuva acumulada em Lajeado. O volume é 72% do total – 150 mm -, esperado para todo o mês de junho. Essa chuva causou estragos, pontos de alagamentos e deslizamentos em pelo menos cinco municípios do Vale.

Conforme o sargento Márcio Fernando Siteneski, coordenador adjunto da Defesa Civil Regional, as chuvas que atingiram a região são consequência de um sistema de umidade vindo da Amazônia. De acordo com ele, os modelos de satélite apontam que os próximos dias serão de clima seco, o que afasta a possibilidade de maiores problemas com o clima.

Em Marques de Souza, município que registrou a maior média de precipitação – 110 milímetros -, houve deslizamentos em estradas e alagamentos nas margens do Rio Forqueta. De acordo com o coordenador da Defesa Civil da cidade, Airton Lamm (50), na estrada que liga a sede do município à localidade de Linha Atalho houve deslizamento de terra. “Mas é importante destacar que nenhuma família precisou ser removida de casa”, tranquiliza.

Já o Rio Forqueta, que fica na divisa de Marques de Souza e Travesseiro, transbordou. Ao meio-dia de ontem, o nível do rio ainda ultrapassava a margem, causando pontos de alagamento em sua extensão.

Na ERS-332, que liga Encantado a Arvorezinha, em vários trechos da estrada foram registrados deslizamentos de pedras, galhos e barro. A rodovia não chegou a ser interrompida, mas os condutores que trafegavam pela via precisaram ter atenção durante o dia de ontem. As estradas do interior de Arvorezinha também foram prejudicadas. Em alguns pontos houve dificuldade de trafegar com os ônibus de transporte escolar.

Pontes fechadas

Em Estrela, duas pontes foram interditadas no interior. Uma delas, na localidade de São Jacó, foi interrompida. O Arroio Estrela ultrapassou o limite da margem, deixando o acesso obstruído.

Conforme o coordenador da Defesa Civil de Estrela, Carlos Alessandro Bremm (28), o maior problema ocorreu na ponte de Linha São José. O Arroio Estrela transbordou e subiu cerca de meio metro acima da ponte. “A comunidade não chegou a ficar isolada porque existem outros acessos, mas nós bloqueamos a ponte como medida de segurança.”

Bremm explica que a chuva intensa acabou por encher os arroios, e não o Rio Taquari. Com isso, sofrem as comunidades do interior, e as áreas mais centrais da cidade não são atingidas.

Estradas interrompidas

Em Linha Capivara, na divisa de Teutônia com Poço das Antas, as estradas foram interrompidas na manhã de ontem. Segundo o coordenador da Defesa Civil, Fabiano Eckel (43), a medida foi tomada porque o Arroio Boa Vista subiu rapidamente e prejudicou o tráfego na pista. Eckel diz que as linhas de ônibus de Lajeado a Poço das Antas foram desviadas de Teutônia por conta do alagamento. A medição feita no município apontou 100 milímetros de chuva desde quarta-feira.

Pode gear hoje

A previsão do tempo mostra que a tendência é de tempo estável até o fim de domingo, quando pode voltar a chover.

Sexta-feira: O ar mais seco e frio se instala sobre o Estado. Desta forma, faz muito frio ao amanhecer e há chance de ocorrer geada, principalmente nas cidades mais altas do Vale. Contudo, assim que o sol aparece, a sensação de frio diminui. As temperaturas em Lajeado oscilam entre 5ºC e 15ºC.

Sábado: O ar seco e frio segue definindo as condições do tempo. O sol aparece na região, mas acompanhado de algumas nuvens. Ainda faz frio nas primeiras horas do dia e à noite. Em Lajeado mínima de 7°C e máxima de 18°C.

Domingo: O dia começa com tempo seco e o sol pode aparecer na região. Porém, ao longo do período, a nebulosidade aumenta no Vale. Do amanhecer até a noite, as temperaturas ficam baixas. Para Lajeado, a mínima é de 9°C e a máxima pode alcançar 17°C. A chuva pode chegar entre a madrugada de domingo e a manhã de segunda-feira, dia 22, que tende a ser de tempo instável.

 

Jornal O Informativo

Compartilhe:

Ainda não há comentários

Os comentários estão fechados no momento.

Leia também