Giro do Vale / Esporte / Inter

Em jogo dramático, Inter vence o Coritiba e respira no Brasileirão

Após Danilo Fernandes defender pênalti, Vitinho marcou no fim e garantiu vitória por 1 a 0.

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Foi com drama, suado. Mais na raça do que na técnica, mas serviu. O Inter venceu o Coritiba por 1 a 0 e, ao menos por enquanto, está fora da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Danilo Fernandes, que defendeu um pênalti, e Vitinho, que marcou, igualmente de pênalti, foram os heróis da partida.

Com a vitória, o Inter chega aos 33 pontos e ocupa a 16ª colocação ao menos até domingo, quando o Cruzeiro joga e pode ultrapassar a equipe gaúcha. O time colorado volta a campo apenas na próxima quarta-feira, quando enfrenta o Botafogo, fora de casa.

Primeiro tempo

Em um jogo que começou truncado desde o início, o Coritiba não quis saber de pressão para o seu lado e desferiu a primeira oportunidade da partida. Em uma chegada quase fortuita, Raphael Veiga chutou rasteiro e a bola até parecia não levar muito perigo, mas Danilo Fernandes se atrapalhou para defender em dois tempos. Aos 13, depois de cobrança de escanteio, a bola sobrou de novo para Veiga, que mandou perto do ângulo.

Foram pequenos sustos, numa mostra da proposição dos visitantes: aproveitar brechas de nervosismo na defesa colorada, que logo se recompôs e evitou dar maiores espaços aos paranaenes. Na frente, velhos problemas voltaram a atrapalhar. Aos 7, Alex iniciou jogada ensaiada na cobrança de falta, mas os passes enforcados resultaram apenas num chute para fora de Eduardo.

Quando a bola passou, a marcação do Coxa chegou junto: aos 21 Seijas recebeu livre e cruzou no tempo certo para a chegada de Gustavo Ferrareis, na segunda trave. Juninho chegou junto e evitou o gol na melhor chance colorada do primeiro tempo.

Depois disso, ambas as marcações apertaram mais e o confronto ficou bastante truncado. No último lance de emoção do primeiro tempo, Benítez venceu a marcação na ponta direita e cruzou para Iago, que bateu sem ângulo. O chute não foi lá essas coisas, mas o domínio do Coxa dentro da área assustou os colorados.

Emoções nos dois lados do campo

Mesmo sem mudanças, o Inter voltou nervoso do vestiário. Mas as posturas dos dois times nos primeiros minutos do segundo tempo foram parecidas: muita disposição na marcação e erros no ataque. Nesse lá e cá, a primeira grande chance foi de um erro, quando, aos 7, William fez boa jogada e cruzou. O zagueiro Benítez cortou para trás e por pouco não fez gol contra.

A resposta do Coritiba veio três minutos depois e testou cardíacos. Benítez cruzou para Iago, que cabeceou e obrigou Danilo Fernandes a operar um milagre. Só que a bola sobraria limpa para Leandro, ao que surgiu William e chutou no atacante, evitando o gol e conseguindo o tiro de meta. A reação colorada ocorreu aos 12. Alex dominou na intermediária e, com a direita, tentou o ângulo de Wilson, que voou, deu um tapinha e fez a bola bater na trave. No minuto seguinte foi Seijas quem arriscou e mandou no meio do gol.

O Inter cresceu com os lances e passou a pressionar. Celso Roth trocou Alex e Ferrareis para lançar Valdívia e Marquinhos em campo. Pouco depois, Seijas deu lugar Aylon. Mas aí veio o grande susto. Aos 32, Ernando derrubou Leandro na área: pênalti! E enquanto alguns torcedores já choravam nas arquibancas, Danilo Fernandes caiu no canto certo e salvou.

Só que foi o Coritiba que passou a pressionar após o lance. Tal como Roth, Carpeggiani não abdicou do ataque e nos minutos seguintes, o Coritiba buscou furar a marcação colorada e ingressar na área. Foram cerca de cinco minutos até o Inter se reencontrar e voltar a carga. E aí, aos 39, Valdívia cobrou falta na cabeça de Eduardo Henrique, que – livre – cabeceou para fora.

Um gosto amargo já pairava no Beira-Rio, até que Valdívia sofreu falta de Luccas Claro dentro da área, aos 40. Pênalti! No minuto seguinte, Vitinho cobrou firme, no canto direito de Wilson, que até acertou o lado, mas chegou atrasado e ouviu o rugido da torcida colorada.

Brasileirão – 29ª rodada

Inter 1

Danilo Fernandes; William, Eduardo, Ernando e Ceará; Dourado, Eduardo Henrique, Seijas (Aylon), Alex (Valdívia) e Gustavo Ferrareis (Marquinohs); Vitinho. Técnico: Celso Roth

Coritiba 1

Wilson; Benitez, Luccas Claro (Bernardo), Nery e Juninho; João Paulo, Iago (Ortega) e Juan; Raphael Veiga, Leandro e Vinícius (González). Técnico: Paulo César Carpeggiani.

Cartões amarelos: Ernando, William; Luccas Claro, Benítez, Juan, Leandro

Arbitragem: Andre Luiz de Freitas Castro (GO), auxiliado por Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa/GO) e Cristhian Passos Sorence (GO).

Público: 35.156 torcedores

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Time colorado joga pelo empate fora de casa nesta primeira fase.

Uma terceira vítima foi encaminhada ao hospital e não corre risco de morte.

Por motivos desconhecidos um Astra, que seguia em direção a Arroio do Meio, teria invadido a pista contrária e colidido de frente com a Saveiro.

Homem que arremessou objetos para o interior do pátio do presídio, chegou a disparar um tiro contra um policial.