Giro do Vale / Polícia / Teutônia

Por telefone, bombeiro voluntário salva bebê em Teutônia

Recém nascida não estava respirando após ter refluxo.

Uma menina recém-nascida, de 22 dias de idade, foi salva pelo telefone por um Bombeiro Voluntário de Teutônia por volta das 6h30 desta quinta-feira, dia 15. De acordo com o socorrista que atendeu a ocorrência, e presidente dos Bombeiros Voluntários, Markyson Marques, a avó da criança, moradora do bairro Canabarro, fez contato  e informou que a menina teve uma crise de refluxo e não estava respirando.

Pelo telefone, Marques orientou sobre os procedimentos para fazer o bebê voltar a respirar. “Como a avó estava muito nervosa, pedi que se acalmasse para iniciar os procedimentos. Orientei que virasse a criança de bruços e desse três tapinhas nas constas. Após a mãe do bebê repetir a operação por sete vezes, a menina voltou a respirar”, comenta o socorrista de 31 anos.

Em três anos de socorrismo, foi o primeiro atendimento do tipo realizado pelo voluntário. “Recebemos treinamento constante sobre esta e outras técnicas, mas nunca havia precisado atender uma situação similar. Após concluir o procedimento com sucesso, foi como se tirasse um peso de minhas costas, me senti aliviado e muito feliz”, desabafa o bombeiro.

O Samu foi acionado para prestar atendimento ao bebê e levá-lo ao hospital por precaução. A criança passa bem.

 

Grupo Independente

Comentários

  1. Anônimo disse:

    Gracas a Deus princesa da dinda esta bem.

  2. Paulo disse:

    Meus parabéns a este profissional, mesmo recebendo o treinamento não deve ser fácil,quando se coloca em prática pela primeira vez.
    Mais uma vez,parabéns a vcMarkynson e a todos os profissionais que trabalham nesta área.

  3. Marcia disse:

    Vc é um anjo de Deus na terra ….

Publicidade

Últimas Notícias

Carga ficou espalhada pela pista, e condutor ficou preso às ferragens

Pelo menos cinco homens armados com fuzis explodiram o banco, mas conseguiram fugir

De acordo com o banco, o orçamento para esta linha de crédito foi usado em sua totalidade

Presidente eleito recuou da ideia de extinção da pasta e diz que estuda a incorporação com outro ministério