Giro do Vale / Estado / Política

Seis municípios gaúchos terão novas eleições em março de 2017

Entre os municípios onde os candidatos mais votados tiveram registros indeferidos, está Arvorezinha no Vale do Taquari.

Foto: Nelson Jr /TSE

Foto: Nelson Jr /TSE

Seis municípios gaúchos terão novas eleições em 12 de março de 2017. Deverão voltar às urnas os moradores de Arvorezinha, Butiá, Gravataí, Salto do Jacuí, São Vendelino e São Vicente do Sul.

A data do novo pleito foi marcada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), depois que os candidatos mais votados tiveram os registros indeferidos pela Justiça Eleitoral, com análise de recursos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

No dia 10 de janeiro, o TRE publicará uma resolução contendo todas as datas do calendário eleitoral, como prazo para registro de candidaturas, para a propaganda eleitoral e para a justificativa do voto, para o eleitor que por algum motivo não puder comparecer às urnas no dia 12 de março.

Confira os candidatos com registros indeferidos:

Arvorezinha
Candidato: Sérgio Reginatto (PDT)
Motivo: Reginatto foi considerado inelegível decido a condenação por crime contra a Lei de Licitações. Enquanto prefeito da cidade, contratou serviços de uma oficina mecânica sem licitação.

Butiá
Candidato: Paulo Pereira de Almeida (PT)
Motivo: Almeida teve a candidatura indeferida devido à rejeição das contas julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) em três julgamentos. As contas são referentes aos anos de 2009, 2010 e 2011, quando era presidente da Fundação Municipal da Saúde de Butiá (FUMSA).

Gravataí
Candidato: Daniel Bordignon (PDT)
Motivo: Bordignon foi condenado por improbidade administrativa em setembro de 2015 e teve seus direitos políticos suspensos anteriormente. A punição foi por Bordignon ter contratado, quando era prefeito da cidade, mais de mil funcionários sem concurso público.

Salto do Jacuí
Candidato: Lindomar Elias (PDT)
Motivo: O candidato foi considerado inelegível após três condenações: uma criminal contra a fé-pública (falsificação de documento público), outra por rejeição de contas de 2007, quando era prefeito, e a terceira por ação civil pública por improbidade administrativa.

São Vendelino
Candidato: Régis Paulo Fritzen (PMDB)
Motivo: O processo contra Fritzen – que já foi prefeito três vezes de São Vendelino – tem origem em denúncias de irregularidades na contratação de agentes administrativos.

São Vicente do Sul
Candidato: Jorge Valdeni Martins (PTB)
Motivo: O candidato teve as contas julgadas irregulares no exercício de 2011 e está condenado por decisões recorríveis e irrecorríveis por crimes contra a administração pública.

 

Rádio Gaúcha

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foto: João Vilnei / Divulgação

Defesa Civil concentrou o atendimento aos moradores no ginásio do Corpo de Bombeiros em Santa Maria

Foto: Divulgação

Casa incendiou, mas os bombeiros conseguiram controlar as chamas

Foto: Brigada Militar / Divulgação

Indivíduo estava com crack, cocaína e maconha