Giro do Vale / Destaque / Estado / Saúde

Cai pela metade notificações de dengue no RS

Números são comparados com os do ano passado.

dengue

Foto: Divulgação

Caiu pela metade o número de casos notificados de dengue no Rio Grande do Sul na comparação com as três primeiras semanas do ano passado. Os dados são do boletim epidemiológico mais recente, divulgado pela secretaria da saúde. Nas três primeiras semanas de 2017, houve 216 casos suspeitos da doença, contra 496 no ano anterior. Apenas um caso foi confirmado até agora em 2017 e foi contraído fora do Estado. No ano passado foram 69 casos confirmados, sendo 19 autóctones no mesmo período.

A Diretora do Centro estadual de vigilância em saúde, Marilina Bercini, explica que a doença tem ciclos, mas que os números demonstram um trabalho forte de conscientização que está sendo realizado em todos os Estados do país: Mesmo com casos suspeitos ainda em análises laboratoriais, o levantamento deste ano ficará abaixo dos notificados no ano passado. Ainda existe a necessidade de atenção por parte da população, porque muitos casos são contraídos fora do Rio Grande do Sul e ainda estamos no período de férias e carnaval que as pessoas viajam muito“, explica Marilina.

Porto Alegre e Região Metropolitana, Ijuí e Frederico Westphalen são os pontos mais críticos da doença no Rio Grande do Sul. Além da dengue, foram relatados 32 casos de febre Chikungunya nesse ano nos municípios de Canoas, Estância Velha, Ivoti, Novo Hamburgo, Três Coroas, Cachoeirinha, Porto Alegre, Pelotas, Santa Maria, Canela, Caxias do Sul, Flores da Cunha, Passo Fundo, Ibirubá, Erechim, Guarani das Missões, Horizontina, Santa Rosa e Estrela. Ainda estão em investigação 11 casos de Zika em Canoas, Ivoti, Novo Hamburgo, Porto Alegre, Horizontina, Santa Rosa e Ijuí.

 

Rádio Gaúcha

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foto: Juliano Beppler / Giro do Vale

Evento que ocorreria domingo, foi transferido para esta quarta-feira, dia 20.

Foto: Alfredo Estrella / AFP / Divulgação

Pelo menos 45 edifícios ficaram totalmente destruídos na capital do país

Foto: Apu Gomes / Divulgação

Tricolor busca vaga nas semifinais da Libertadores a partir das 21h45min

Foto: Divulgação

Uma das vítimas precisou ser transferida para o HPS de Canoas