Giro do Vale / País / Política

Temer dá status de ministro para Moreira Franco, citado 34 vezes na Lava Jato

Como ministro, Moreira Franco passa a ter foro privilegiado no Supremo Tribunal Federal (STF).

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Em uma série de anúncios feitos nesta quinta-feira, dia 2, o presidente Michel Temer nomeou o peemedebista Moreira Franco para a Secretaria-Geral da Presidência – que volta a ter status de ministério. Atual secretário-executivo do PPI (Programa de Parcerias em Investimentos), o político foi citado 34 vezes na delação premiada de Cláudio Melo Filho, ex-executivo da Odebrecht, segundo informações do jornal Folha de São Paulo.

Como ministro, Moreira Franco passa a ter foro privilegiado no Supremo Tribunal Federal (STF). Ele nega as irregularidades.

O presidente também recriou o Ministério dos Direitos Humanos, ampliou as atribuições do Ministério da Justiça e confirmou o deputado Antônio Imbassahy no comando da Secretaria de Governo, cargo antes ocupado pelo peemedebista Geddel Moreira Lima.

Com as mudanças, o número de ministérios passa de 26 para 28.

Minirreforma ministerial

A Secretaria-Geral da Presidência, órgão que volta a ter status de ministério, acumulará as funções do PPI, da Secretaria de Comunicação e outras atividades administrativas do Planalto.

Já a secretária especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Ministério da Justiça, a desembargadora Luislinda Valois, foi promovida a ministra dos Direitos Humanos. De acordo com o governo, a pasta foi criada por meio de medida provisória.

Os anúncios foram feitos pelo porta-voz da Presidência, Alexandre Parola. Com o objetivo de demonstrar que o governo é “parte ativa e atuante no combate à criminalidade”, Parola informou também que o Ministério da Justiça terá suas atribuições ampliadas e passará a se chamar “Ministério da Justiça e da Segurança Pública”, continuando sob o comando de Alexandre de Moraes.

“Esse conjunto de iniciativas reforça a busca pela eficiência da gestão e o esforço de atender sempre melhor as demandas da sociedade em políticas concretas em benefício do povo brasileiro”, afirmou Alexandre Parola.

 

Agencia Brasil

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Três indivíduos ocupando um carro escuro realizaram o assalto.

Vítima foi atingida por um disparo de arma de fogo no abdômen.

O Instituto Geral de Perícias (IGP) foi acionada para fazer os levantamentos.