Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio joga mal e perde para o São Paulo em Rio Grande

Reservas do Tricolor só chutaram a gol nos minutos finais e foram superados por 1 a 0.

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

O Grêmio fez uma das piores apresentações do campeonato e, com time reserva, perdeu para o São Paulo de Rio Grande, nesta quarta-feira no Aldo Dapuzzo. O Tricolor foi derrotado por 1 a 0 e fechou a fase de grupos em 4º lugar, com 17 pontos. O São Paulo comemorou muito a vitória que garantiu o lugar na elite do estadual, com 10 pontos, em 10º lugar.  Nas quartas de final, o Tricolor enfrentará o Veranópolis, decidindo o avanço para as semifinais na Arena.

O primeiro tempo foi de forte marcação e pouca qualidade técnica. Quem teve mais dificuldades, por sinal, foi o Grêmio, atuando com uma equipe quase toda reserva e sem muito entrosamento. O São Paulo aproveitou para ameaçar mais a meta de Bruno Grassi.

Depois do começo em que o Tricolor dominou os espaços no entorno da área dos donos da casa, acumulando escanteios, o São Paulo respondeu. Aos 20 minutos, um lateral despretensioso cobrado da esquerda quase gerou gol. A bola passou por Thyere e Bressan, sobrando para Rafael Pilões. O centroavante girou para o chute, mas mandou por cima.

Cinco minutos depois, Bruno Grassi precisou fazer grande intervenção. Pilões recebeu na intermediária, viu o espaço aberto e chutou muito forte. O goleiro do Grêmio se esticou todo e espalmou no canto esquerdo. Antes do intervalo, o Tricolor voltou a avançar e apostar nas bolas cruzadas para a área, mas num time de pouca estatura, não aproveitou. Somou muitos escanteios, mas sem efetivamente criar uma chance para abrir o placar.

Os gremistas tentaram retornar controlando a bola no campo do São Paulo, mas o ímpeto durou pouco. Em jornada muito infeliz, logo surgiram os espaços para contragolpe e pouco se viu de chute a gol. Aos 7, Chico aproveitou falha da zaga do Grêmio, invadiu a área e chutou forte. A bola bateu em Thyere, travando a jogada. Muita reclamação dos jogadores do São Paulo por pênalti, mas a jogada foi com o braço junto ao corpo do jogador do Grêmio.

Com mais de uma hora de futebol, o Grêmio não conseguiu fazer o goleiro Roballo trabalhar. E, aos 14 minutos, Grassi teve que salvar mais uma. Fidelis chutou forte da entrada da área o goleiro espalmou no canto direito. Mas depois de salvar duas vezes, o goleiro tricolor foi muito infeliz aos 30 minutos. Em um chuveirinho fácil na área, ele tentou encaixar e a bola bateu no peito. Sobrou para Cleyton que, com o gol aberto, mandou para as redes o 1 a 0.

O primeiro lance parecido com chute a gol do Grêmio foi apenas aos 32 minutos. Maxi Rodríguez entrou no lugar de Gaston Fernandez e tentou surpreender o goleiro. Bateu da intermediária pela esquerda. A bola fez uma curva e quase entrou no ângulo direito.

Só aos 42 minutos é que Roballo foi encostar com as mãos na bola. Maxi Rodríguez cobrou falta da direita, a bola foi forte no canto direito e o goleiro se esticou para espalmar. Três minutos depois, Maxi cobrou outra falta na área, Thyere desviou de cabeça e Roballo tirou de soco. Gol que é bom, não saiu e o Tricolor amargou uma derrota desconfortável.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foram registrados seis acidentes que resultaram em lesões nos ocupantes

Informações iniciais dão conta de que o jovem estaria se banhando quando sumiu

Feira encerrou na noite do último domingo, dia 18