Giro do Vale / Destaque / Geral / País

Preços de remédios sobem até 4,76%

Aumento poderá ser aplicado em cerca de 19 mil medicamentos.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O Diário Oficial da União publica nesta sexta-feira resolução do Conselho de Ministros da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed) autorizando os índices do reajuste anual de preços de medicamentos para 2017, que variam de 1,36% a 4,76%. O aumento começa a valer a partir desta sexta-feira.

De acordo com a resolução, o reajuste máximo permitido é o seguinte: nível 1: 4,76%; nível 2: 3,06; e nível 3: 1,36%. O Cmed é um órgão do governo integrado por representantes de vários ministérios.

O Sindicato da Indústria Farmacêutica  (Sindusfarma) informou, por meio de nota, que os índices de reajuste não repõem a inflação passada, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no acumulado de 12 meses, de março de 2016 a fevereiro deste ano. “Do ponto de vista da indústria farmacêutica, mais uma vez os índices são insuficientes para repor os custos crescentes do setor nos últimos anos”, diz a nota.

Segundo o Sindusfarma, o reajuste anual de preços fixado pelo governo poderá ser aplicado em cerca de 19 mil medicamentos disponíveis no mercado varejista brasileiro.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foto: Natalia Ribeiro / Grupo Independente / Divulgação

3ª CRE confirma aulas até 14 de janeiro para escolas que tiveram atividades paralisadas

Foto: PRF / Divulgação

Colisão ocorreu no quilômetro 48,9 da rodovia, em Glorinha

Foto: Divulgação

Condutor colidiu o veículo no guarda corpo, ficando com danos num dos faróis e um pneu furado.

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Fora de casa, time colorado ficou no 0 a 0 com a equipe mineira, mas segue líder.