Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Reservas do Grêmio buscam empate contra o Ceará pela Primeira Liga

Desorganização prejudicou na primeira etapa, mas vontade valeu o 1 a 1 na Arena vazia.

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Os reservas do Grêmio correram atrás do prejuízo e, apesar da falta de organização, buscaram um empate em 1 a 1 com o Ceará, nesta quinta-feira. Num jogo pouco empolgante para os parcos 2.944 torcedores na Arena – entre eles, Renato Portaluppi na tribuna -, o Tricolor ao menos se manteve vivo, ainda que respirando por aparelhos, na Primeira Liga. Agora o pensamento é todo Gre-Nal, no sábado.

Com o resultado, o Grêmio segue na lanterna do Grupo B da Primeira Liga, com um ponto. Mas se classifica caso vença o América-MG na Arena, em 5 de abril, quando faz a última partida da primeira fase do torneio.

A desorganização do Grêmio “alternativo” ficou evidente desde o primeiro minuto e, apesar de algumas jogadas boas de velocidade, principalmente com Rondinelly, o entrosamento do Ceará fez a diferença. O resultado apareceu no placar e nas oportunidades de gol nos primeiros 45 minutos.

Erros defensivos e prejuízo

O Tricolor até assustou aos dois minutos de jogo. Ty Sandows roubou bola no meio e lançou na esquerda. Rondinelly cruzou na área e Lima chegou batendo de primeira, mas mandou por cima. Depois disso, a equipe gremista tentou se postar atrás para sair nos contragolpes, mas acabou sofrendo gol em erros defensivos. Aos 18 minutos, pane na defesa. Machado perdeu a bola na frente da área e foi desarmado por Tontini. Ele tocou para o veterano Magno Alves que, com categoria, bateu no canto esquerdo de Bruno Grassi para o 1 a 0.

O Grêmio foi para a correria tentar pressionar e por pouco não levou o castigo cinco minutos depois. Alex Amado recebeu na esquerda, em contragolpe, e rolou bola na frente da área. Magno Alves fez o corta-luz e Tontini chegou chutando, mas mandou por cima, para sorte do Tricolor.

A melhor chance para empatar veio em confusão na área. Primeiro, Wallace Oliveira tabelou com Ty Sandows e invadiu a área. Caiu na dividida com a zaga, pedindo pênalti, mas não levou. A bola sobrou viva na área, até chegar em Lucas Coelho. Ele tentou finalizar de letra, mas chutou contra a própria perna. No apito do intervalo, derrota para o Ceará.

Empate na qualidade da bola parada

No segundo tempo, porém, a gurizada do Grêmio voltou mais ligada e foi para cima buscar o empate. Mas, no ímpeto, quase que o Ceará ampliou no contra-ataque. Aos sete minutos, Machado errou um recuo de bola e viu Magno Alves disparar pela direita. O atacante cruzou para Vitor Rangel na área, mas o companheiro chutou para fora.

O castigo veio no minuto seguinte. Wallace Oliveira cobrou falta da direita com perfeição. A bola contornou o goleiro e sobrou para Lucas Rex no segundo pau. Ele só precisou enfiar a testa na bola e correr para o abraço com o 1 a 1.

Foi o sinal para se lançar à pressão e tentar virar. E o Grêmio quase conseguiu aos 15 minutos, em mais uma falta cobrada por Wallace. Ele cruzou na pequena área, o goleiro passou lotado e Lucas Rex cabeceou com a meta descoberta, mas mandou para fora. Wallace ainda tentou uma cobrança direta aos 23 minutos, mas a bola passou tirando tinta da trave direita.

Mas o Ceará voltou a ameaçar no fim da partida. Em mais um contragolpe, Vitor Rangel foi lançado livre na área, foi pressionado por Zé Augusto e chutou desequilibrado. A bola passou por Bruno Grassi e chegou para Maxi Biancucchi, mas o primo mostrou porque não é Messi e desviou para tiro de meta.

Primeira Liga – 2ª rodada

Grêmio 1

B. Grassi, W. Oliveira (Balbino), Zé Augusto, Lucas Rex, Iago, Machado, Ty Sandows (Jean Pyerre), Jeferson Negueba, Lucas Coelho, Lima e Rondinelly (Tilica). Técnico: Felipe Endres.

Ceará 1

Everson, T. Cametá, Romário (Lucas), M. Alves, Luiz Otávio, Raul, A. Amado, F. Tontini, Richardson, Rafael Pereira e V. Rangel. Técnico: Givanildo Oliveira.

Gols: Magno Alves (18min/1ºT), para o Ceará; Lucas Rex (8min/2ºT), para o Grêmio.

Cartão amarelo: Wallace Oliveira (G).

Árbitro: Rodrigo D’Alonso (SC).

Local: Arena.

Público: 2.944.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Programação inicia pela manhã, e contará com jogos ao longo do dia, e almoço na casa do Rudibar.

Somente com jogadores da cidade, equipe vai para sua primeira experiência na competição regional.

Droga estava escondida em compartimentos ocultos dentro de um veículo Hyundai I30.

Terceira etapa da competição de corrida e caminhada acontece no domingo, dia 22.