Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio visita o Veranópolis no jogo de ida das quartas do Gauchão

Partida será às 16h deste domingo no Antônio David Farina.

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Renato Portaluppi transformou o discurso em prática. Depois de dizer que agora é que o Gauchão começa, o técnico decidiu não oferecer vantagem ao Veranópolis no jogo deste domingo, no Estádio Antônio David Farina, o primeiro das quartas de final. Fechou os portões no treinamento de sexta-feira, dia 30, o mais forte antes da partida, e manteve a escalação em sigilo.

O bom desempenho contra o Juventude, sábado, sugere a repetição da equipe. Nesse caso, Edílson seria o lateral direito, Ramiro atuaria como volante e Léo Moura prosseguiria no meio. Há, contudo, a possibilidade do aproveitamento de Lucas Barrios, o que determinaria a troca de posição de Luan. As duas alternativas foram testadas nos treinamentos.

As duas equipes se enfrentaram na Arena dia 19 de março, pela oitava rodada da fase de classificação. É possível que decorra daquele jogo toda a prudência de Renato quanto a divulgar a escalação. Surpreendido ainda no primeiro tempo com um gol de Gustavo, o Grêmio, naquela tarde contando com Lucas Barrios como centroavante, teve pela frente um adversário organizado e com troca de passes eficiente. O jogo finalizou com o resultado de 1 a 1, com algumas vaias da torcida no final.

— Não podemos dar mole. Já demos o suficiente neste campeonato. As equipes do interior estão bem melhor em todos os sentidos — justifica Renato.

A concentração teve início ainda na noite de sexta-feira. Para Renato, não se trata de um sacrifício para quem pode ter mais um título como prêmio. É questão de profissionalismo, diz. Há, também, a preocupação do técnico com a preservação física de seus jogadores.

— Estarem se excedendo ou não lá fora, é uma chance que não quero nem dar para eles. A carne é fraca. Vão ter lá na concentração, frango, carne vermelha, a única que terão dois dias antes do jogo. Depois é carne dura, mole, de pescoço, o que quiserem — brincou o técnico.

Na mesma entrevista, Renato deixou clara a importância dada pelo grupo ao título do Gauchão. Desde 2010, ano de sua última conquista regional, o Grêmio viu o rival Inter erguer seis vezes a taça.

— São 30 dias para um título depois de seis anos. Não é nem sacrifício, é profissionalismo — ressalta.

O jogo de volta será sábado, dia 8, às 16h, na Arena. Três dias depois, o time volta à Libertadores, também em casa, no confronto com o chileno Iquique.

 

Rádio Gaúcha

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foto: Divulgação

Os corpos, que seriam de pai e filho, já estavam em avançado estado de decomposição

Foto: João Vilnei / Divulgação

Defesa Civil concentrou o atendimento aos moradores no ginásio do Corpo de Bombeiros em Santa Maria

Foto: Divulgação

Casa incendiou, mas os bombeiros conseguiram controlar as chamas

Foto: Brigada Militar / Divulgação

Indivíduo estava com crack, cocaína e maconha