Giro do Vale / Esporte / Inter

Em noite para ser esquecida, Inter fica no empate com o Paraná

Time repete atuação fraca, não chuta a gol e perde mais dois pontos em casa na Série B.

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Na última noite antes do início do inverno, os torcedores colorados acumularam mais motivos para se preocupar. Com uma atuação fraquíssima pela nona rodada da Série B, o Inter empatou em 0 a 0 com o Paraná, em um confronto para ser esquecido devido ao mau futebol apresentado – por ambas equipes.

Com o resultado, o Inter – que venceu apenas um jogo em quatro disputados em casa – chegou a 14 pontos e manteve-se fora do G4, ainda que com a mesma pontuação do terceiro colocado. O Inter volta a campo no próximo sábado, quando encara o Brasil, no estádio Bento Freitas.

Primeiro tempo?

O frio da noite de Porto Alegre pareceu piorar quando a bola rolou no Beira-Rio. Especialmente para os torcedores colorados. Depois da fraquíssima atuação diante do Santa Cruz, o time pareceu não evoluir em praticamente nada contra o Paraná. Sem criatividade e iniciativa, o Inter esbarrou na marcação adversária.

Não bastasse superar a marcação, as tentativas de ataque não raro deixavam espaços na defesa, os quais o Paraná não conseguia aproveitar por, principalmente, falta de mira. O meia Renatinho chegou a ter duas oportunidades de conclusão, uma no início e outra no fim do primeiro tempo. As duas longe do gol de Danilo Fernandes.

Do outro lado, o goleiro Richard não precisou praticar nenhuma defesa nos primeiros minutos. No máximo, saiu da baliza para duas intervenções em cruzamentos. Na bola que ele não alcançou – num raro momento em que o torcedor fez frisson no estádio – Rayan chegou rasgando antes que Fabinho conseguisse concluir.

Ao fim dos 46 minutos do primeiro tempo, com 8°C de temperatura e nenhuma finalização correta, a torcida vaiou.

O que era ruim piorou

Guto tentou mudar o Inter sacando Nico López e Ceará para as entradas de Brenner e Valdemir. O uruguaio saiu por conta de lesão. Mas logo aos 2, precisou mudar de novo. Eduardo Sasha dividiu uma bola e levou a pior. Após a pancada no joelho direito, precisou ser substituído. Marcelo Cirino entrou.

O jogo, que era ruim, ficou truncado. Até os 15, a bola mal fluía em campo, com excesso de faltas, atendimentos e cera. Aí o torcedor voltou a resmungar. Já se ia uma hora de futebol sem um chute no gol. O primeiro “uh” das arquibancadas foi como uma ironia. Num cruzamento de D’Alessandro, o zagueiro Rayan subiu mais que todos e desviou. Só que a bola foi para trás e passou raspando à trave paranista.

O Paraná chegou com perigo aos 28. Mas Robson caiu na área antes de a bola ser tocada para o gol – que foi anulado. Os visitantes ainda criaram outra boa chance aos 36, quando Brenner não conseguiu afastar o cruzamento e a bola sobrou para Rafael Lucas, que bateu torto e para fora.

Mas a principal chance de gol ainda estava por vir. Aos 43, Danilo Fernandes esticou-se para espalmar a falta cobrada por Robson. Aos gritos de “seja mais guerreiro”, o Inter precisou defender-se, além de ter cedido dois escanteios para o Paraná nos acréscimos. Quando o jogo acabou, é claro, as vaias foram ainda mais fortes.

Série B – 9ª rodada

Inter 0

Danilo Fernandes; Ceará (Valdemir), Danilo Silva, Klaus e Carlinhos; Rodrigo Dourado, Fabinho, Uendel e D’Alessandro; Nico López (Brenner) e Eduardo Sasha (Marcelo Cirino). Técnico: Guto Ferreira

Paraná 0

Richard; Cristovam, Rayan, Eduardo Brock e Igor; Leandro Vilela, Gabriel Dias, Renatinho (Luiz Otávio) e Minho (Jhony); Robson e Felipe Alves (Rafael Lucas). Técnico: Cristian de Souza

Cartões amarelos: Klaus, Uendel, D’Alessandro, Rodrigo Dourado, Carlinhos; Cristóvam, Felipe Alves, Robson

Arbitragem: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão, auxiliado por Cristhian Passos Sorence e Édson Antonio de Souza (trio goiano)

Público: 12.137 torcedores

Local: estádio Beira-Rio

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foto: Divulgação

A vítima foi socorrida pelo Samu e encaminhada ao hospital de Soledade, com lesões graves.

Foto: Divulgação

O assaltante tentou fugir, mas foi preso pelos agentes da PRF.

Foto: Divulgação

A ação tem relação com as investigações de dois recentes crimes, de assalto a residência e apreensão de cinco caminhonetes roubadas.

Foto: Divulgação / Brigada Militar

Flagrante ocorreu após denúncia de perturbação do sossego público no Bairro Alto da Bronze.