Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio sai na frente, mas empata com o Independiente pela Recopa

Tricolor não conseguiu aproveitar vantagem numérica e cedeu 1 a 1 para argentinos.

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

O Grêmio teve muitas dificuldades contra o Independiente, mas volta para a Porto Alegre com um empate combativo pela Recopa. Diante de uma pressão de 35 mil torcedores, o Tricolor chegou a abrir o placar na noite desta quarta-feira, teve um homem a mais durante grande parte da partida, mas cedeu o empate no abafa dos hermanos no estádio Libertadores de América, em Avellaneda.

A taça da Recopa fica com quem vencer na próxima quarta-feira, na Arena. Não há saldo qualificado e, persistindo o empate, o título pode ser definido na prorrogração ou nos pênaltis.

Pressão argentina

O Tricolor sofreu imensa pressão do Rei de Copas na primeira etapa. Os argentinos criaram muito mais chances, mas os gremistas aproveitaram um lance de craque de Luan para abrir o placar. A expulsão de Gigliotti colocou fogo na partida e, empurrado pela torcida, o Independiente buscou o empate mesmo com um jogador a menos.

Os primeiro minutos tiveram o time da casa empilhando oportunidades, mas parando na trave e nas mãos de Marcelo Grohe. Aos 11 minutos, Domingo quase marcou um golaço após Kannemann rebater chute de Gigliotti. A bola sobrou e o volante encheu o pé, tirando tinta do ângulo esquerdo.

A bola aérea também era sofrida, com muita vantagem para os hermanos. Aos 16, Meza desviou de cabeça no segundo pau, a bola passou por Grohe, mas explodiu na trave esquerda. Três minutos depois, Meza fez jogada individual e deixou Benitez na cara do gol. O atacante furou em bola, direto em tiro de meta.

E foi na hora do Independiente que entrou em cena o talento e a esperteza de Luan. Ele aproveitou bola mal recuada por Amorebieta e fez o desarme. Conduziu entre dois e bateu na saída do goleiro. A bola foi entrando de devagarzinho para o 1 a 0, enquanto o Libertadores de América silenciava brevemente.

Porém durou segundos e já estava gritando de novo. O vozerio piorou aos 26 minutos, em meio a xingamentos e reclamações. Gigliotti deu um cotovelaço em Kannemann, que desabou. O árbitrou deu amarelo inicialmente, só que foi acionado o árbitro de vídeo, que corrigiu para agressão e cartão vermelho.

Os hermanos foram para a guerra e a marcação tricolor não encaixou mais, mesmo com vantagem numérica em campo. Benitez já testou o coração gremista aos 29, com um chute forte da direita em tiro de meta. Aos 32, porém, a bola parada foi mortal para o Tricolor. Gaibor cruzou forte, Cortez desviou na marca do pênalti e tirou de Marcelo Grohe. Gol contra e igualdade no placar, em 1 a 1.

Sem aliviar, o Independiente acumulou escanteios e fez a zaga gremista se virar. Marcelo Grohe não precisou fazer qualquer defesa, mas agradeceu o fim da fumaceira com o apito para o intervalo.

Grêmio volta melhor

Renato trocou Lima por Alisson nos primeiros minutos do segundo tempo e deu nova postura ofensiva para o time. O Tricolor não conseguiu impor uma pressão nos argentinos, mas começou a criar.

Logo aos seis minutos, perdeu grande chance para desempatar. Éverton escapou no contragolpe e cruzou da direita. Cícero recebeu no lado esquerdo e chutou forte. A bola desviou para Luan, que chutou no rebote, mas dividiu com Campaña.

Luan tentou de novo aos 13. Recebeu passe de Maicon na intermediária e chutou forte, mas em cima de um zagueiro argentino. Alisson deixou Éverton na cara do gol, aos 16, mas faltou alguns centímetros de perna para o baixinho empurrar o 2 a 1 nas redes.

A essas alturas, o Independiente mostrava desgaste, apesar de fazer duas trocas, com Fernández e Gutierrez. Formou as duas linhas de quatro e tentava especular nos contragolpes. Com isso, o Tricolor perdeu chance num cabeceio de Cícero, aos 22 e, depois, parou nas mãos de Campaña. Geromel tocou para Luan, que lançou Cícero na cara do gol. o meia chutou, mas o goleirão argentino abafou.

Renato ainda mandou Maicosuel e Jael para campo, nos lugares de Éverton e Cícero. Numa combinação da dupla, por pouco o Tricolor não gerou grande chance. Jael fez a parede e lançou Maicosuel, mas o estreante foi parado com falta quando corria para a área. Apito final e 1 a 1 combativo no Libertadores de América.

Recopa Sul-Americana

Independiente 1

Campaña; Bustos (Figal), Alan Franco, Amorebieta e Gastón Silva; Gaibor (Jonás Gutiérrez), Domingo, Meza e Martín Benítez (Leandro Fernández); Menéndez e Gigliotti. Técnico: Ariel Holan.

Grêmio 1

Marcelo Grohe; Leonardo Moura, Pedro Geromel, Kannemann e Cortez; Jaílson, Maicon, Lima (Alisson), Luan e Everton (Maicosuel); Cícero (Jael). Técnico: Renato Portaluppi.

Gols: Luan (21min/1ºT), para o Grêmio; e Cortez (32min/2ºT contra), para o Independiente.

Cartões amarelos: Domingo, Leandro Fernández, Amorebieta (I); Léo Moura, Pedro Geromel, Alisson (G).

Cartão vermelho: Gigliotti (I).

Árbitro: Roddy Zambrano Olmedo.

Local: Estádio Libertadores de América, em Avellaneda.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Vítima foi encontrada por um pescador, que estava em um barco.

A Brigada Militar (BM) foi acionada e fez buscas, mas o assaltante não foi encontrado.

Havia cerca de 10,5 mil aves no momento do incêndio, mas não houve perda significativa

Após ser levado a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) ele seria conduzido ao presídio.