Giro do Vale / Polícia / Santa Cruz do Sul

Acusado de atear fogo e matar mulher é condenado a 18 anos de prisão

Ele já foi condenado a 30 anos de prisão, em maio de 2016, pela morte de uma adolescente de 15 anos.

O réu Deivid Stein de Oliveira foi condenado em júri popular realizado nesta quarta-feira (28), no Fórum de Santa Cruz do Sul. Ele é acusado de matar Leodete Aparecida da Silva (35 anos na época) em novembro de 2013.

O homem é suspeito de asfixiar a vítima e colocar fogo no corpo dela. O cadáver foi encontrado ainda em chamas em um terreno baldio no bairro Goiás, em Santa Cruz. O réu, inclusive, já foi condenado a 30 anos de prisão, em maio de 2016, pela morte da adolescente Ana Paula Sulzbacher (15).

Deivid foi condenado a 18 anos de prisão em regime inicial fechado, pelo crime de homicídio qualificado, por emprego de asfixia e fogo. Ele foi absolvido do crime de estupro. Não foram acolhidas as qualificadoras de uso de recurso que tornou impossível a defesa da vítima e por assegurar a execução, a ocultação, a impunidade ou vantagem de outro crime.

 

Portal GAZ

Comentários

  1. anonimoo disse:

    animal é pouco pra ti..

Publicidade

Últimas Notícias

Carro pode ser sido o utilizado em assalto no início da manhã em Lajeado.

Menina tinha 10 anos quando sofreu o abuso do padrasto.

Reunião nos próximos dias pode selar o destino do zagueiro.

Inter oficializa contratação de Jonatan Álvez.