Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter para em goleiro e empata com o Cruzeiro no Beira-Rio

Inter até criou boas oportunidades, mas parou na defesa adversária.

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

O Inter apenas empatou em 0 a 0 com o time reserva do Cruzeiro neste domingo no Beira-Rio em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Após um primeiro tempo com dificuldades, o Colorado empilhou chances de gol na etapa final, mas parou em grande atuação do goleiro Rafael.

Com o empate, o Inter vai a quatro pontos e fica em 9º lugar na tabela do Brasileirão. O Cruzeiro somou seu primeiro ponto na competição. O Colorado agora vai jogar duas partidas fora de casa. No próximo domingo, às 16h, enfrenta o Flamengo no Maracanã. No dia 12 vai à Arena para o clássico Gre-Nal.

Inter domina primeiro tempo, mas cria pouco

O Inter entrou em campo para enfrentar o Cruzeiro sabendo que uma vitória o deixaria em terceiro lugar na tabela do Brasileirão. O time de Odair Hellmann tinha a seu favor o fato de Mano Menezes colocar em campo a equipe reserva visando ao confronto decisivo com o Vasco pela Libertadores na próxima quarta-feira. Mesmo assim, os comandados de Odair encontraram dificuldade ao longo dos primeiros 45 minutos.

Desde o começo do jogo, a iniciativa foi do Inter. Com D’Alessandro tendo grande movimentação e Patrick muito participativo, o Colorado tentou encontrar espaços na defesa do Cruzeiro. O time gaúcho teve volume, mas enfrentou dificuldades para finalizar. O goleiro Rafael terminou o primeiro tempo sem fazer nenhuma defesa.

A dificuldade para criar era clara e assim as melhores chances apareceram em bola parada. Aos 9, D’Alessandro dominou na entrada da área e foi derrubado por Bruno Silva. O próprio camisa 10 fez a cobrança procurando o ângulo, porém a bola passou por cima do gol.

Logo depois, aos 16, o Inter ganhou uma oportunidade em erro de Rafael. Após passe de Bruno Silva para trás, o goleiro do Cruzeiro pegou a bola com as mãos. O árbitro Wagner Magalhães entendeu como recuo e marcou tiro livre indireto. A jogada ensaiada do Inter teve D’Alessandro tocando para Fabiano. O lateral soltou a bomba, que passou perto da trave, para fora.

Dos pés de D’Ale e Fabiano se iniciou uma outra chance do Inter três minutos depois. O argentino caiu pelo lado direito e tabelou com o lateral, que cruzou na medida para William Pottker. O atacante, no entanto, não deu a direção correta para a bola e mandou para fora.

Na reta final do primeiro tempo, o Inter diminuiu o volume. O Cruzeiro saiu mais de seu campo e conseguiu ter uma maior posse de bola nos últimos 10 minutos. O time mineiro, porém, não conseguiu nenhuma finalização perigosa e Danilo Fernandes foi para o intervalo também sem fazer nenhuma defesa.

Rafael vira destaque do jogo

Se no primeiro tempo o Inter criou chances, mas não deu trabalho para Rafael, a etapa final foi completamente diferente. O goleiro do Cruzeiro precisou logo fazer três grandes defesas. A primeira foi aos três, quando Patrick tentou de calcanhar após cruzamento de D’Alessandro, mas Rafael, com um tapa na bola, impediu o gol colorado.

O Inter manteve o ímpeto ofensivo no começo do segundo tempo e teve mais uma boa chance com Patrick. Aos 9, ele arriscou da entrada da área e só não marcou porque Rafael deu uma ponte para fazer a defesa. O gol quase veio em seguida em um chute de D’Alessandro da entrada da área, mas novamente Rafael defendeu.

Com o placar zerado, Odair começou a mexer na equipe. Lucca e Nico López entraram nos lugares de Damião e Edenilson, tornando o time mais ofensivo. O estreante Lucca quase marcou o seu aos 26. O atacante arriscou um chute de fora da área e acertou a trave.

Lucca voltou a ter uma oportunidade logo depois, só que dessa vez parou em Rafael. O goleiro pulou no canto direito e salvou o Cruzeiro. Na sequência, D’Alessandro tentou o gol olímpico, mas de novo Rafael tirou de soco. O Inter seguiu pressionando. Odair Hellmann fez mais uma troca ofensiva com a entrada de Wellington Silva no lugar de Dourado, entretanto não foi suficiente. O Colorado seguiu parando em Rafael, que terminou como a grande figura da partida.

Brasileirão – 3ª rodada

Inter 0

Danilo Fernandes, Fabiano, Moledo, Cuesta, Iago, Rodrigo Dourado (Wellington Silva), Edenilson (Nico López), Patrick, D’Alessandro, Pottker, Damião (Lucca). Técnico: Odair Hellmann.

Cruzeiro  0

Rafael; Ezequiel, Murilo, Manoel, Marcelo Hermes; Bruno Silva, Lucas Romero, Robinho, Mancuello (Cabral), Sobis (Rafael Marques) e David (Raniel). Técnico: Mano Menezes.

Cartões amarelos: Damião, Lucca, Iago, Cuesta (INT); Marcelo Hermes, Robinho (CRU)

Árbitro: Wagner Magalhães

Público: 24.161 torcedores

Local: Beira-Rio]

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

A vítima, de 28 anos, procurou ajuda em um propriedade rural, tendo sido acionado o policiamento.

Colisão frontal entre micro-ônibus e táxi ocorreu no km 6 da RSC 453

Chuva será volumosa na Região Oeste, Noroeste e Centro do Estado

Jacir Potrich sumiu na noite da terça-feira, e câmeras de segurança não flagraram homem deixando sua residência