Giro do Vale / País / Política

Justiça aceita denúncias contra “quadrilhão” do MDB

Investigação apura suposta organização criminosa de ex-deputados do partido.

Foto: Evaristo Sá / AFP / Divulgação

A Justiça Federal em Brasília aceitou nesta segunda-feira, dia 9, denúncia do Ministério Público Federal (MPF) no inquérito que investiga uma suposta organização criminosa formada por ex-deputados do MDB (antigo PMDB) da Câmara dos Deputados. A decisão foi tomada pelor juiz Marcus Vinícius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal no processo referente ao suposto “quadrilhão do PMDB”. A mesma vara também abriu ação penal contra dois amigos próximos do presidente Michel Temer – o empresário José Yunes e o coronel João Batista Lima Filho. Eles são acusados pela Procuradoria da República no Distrito Federal por supostamente intermediar propinas ao MDB.

Com a decisão, se tornaram réus nas investigações os ex-deputados Geddel Vieira Lima, Eduardo Cunha, Rodrigo Rocha Loures e Henrique Eduardo Alves. A referida organização criminosa seria responsável por negociar com empresas vantagens indevidas na Petrobras, na Caixa Econômica Federal e na própria Câmara, segundo a Procuradoria-Geral da República (PGR). Os quatro já estão presos em decorrência de outras investigações – apenas Rocha Loures está em prisão domiciliar.

Inicialmente, os parlamentares foram denunciados pela PGR ao Supremo Tribunal Federal (STF) junto com Temer. No entanto, no ano passado, a tramitação da denúncia foi suspensa por decisão da Câmara dos Deputados. Depois disso, o ministro Edson Fachin decidiu desmembrar o processo, enviando para a primeira instância as investigações contra os acusados sem foro privilegiado na Corte.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Vítima foi atingida por um disparo de arma de fogo, correu, mas acabou sendo alcançado e espancado até a morte

Um rapaz foi preso pelo crime de tráfico de drogas por volta das 5h deste domingo, dia 19,…

Testemunhas informaram as características do suspeito, o qual foi pego na casa onde reside com seus familiares

Veículo estava com o licenciamento vencido, sendo autuado e removido para o depósito