Giro do Vale / Destaque / Estado / Geral

Mais de 13 mil gaúchos segurados devem comparecer ao INSS

Foram chamados beneficiados que não agendaram perícias.

Foto: Divulgação

O governo federal convocou mais de 13 mil gaúchos segurados que recebem auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez para a revisão de benefícios por incapacidade do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). São 5,3 beneficiários que recebem auxílio-doença e 8 mil que contam com a aposentadoria por invalidez. Em todo o Brasil, foram mais de 152,2 mil convocados. A lista completa com os nomes dos beneficiários foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta quinta-feira. A relação também pode ser consultada no site do Ministério do Desenvolvimento Social.

Foram chamados os segurados não localizados por alguma inconsistência no endereço e também aqueles que receberam a carta, mas não agendaram a perícia no prazo determinado. Quem teve o nome publicado no DOU tem 15 dias corridos para tomar ciência da publicação e mais cinco para agendar a perícia pelo telefone 135. Ou seja, o prazo para o agendamento se encerra no dia 4 de maio.

Conforme o Ministério do Desenvolvimento Social, caso a perícia não seja agendada, o pagamento ficará suspenso até o convocado regularizar a situação. A partir da suspensão, o beneficiário tem até 60 dias para marcar o exame. Se não procurar o INSS neste prazo, o benefício será cessado.

No dia 23 de março, o governo convocou mais de 94 mil beneficiários de auxílios-doença e aposentadorias por invalidez. Desse total, 10,1 mil agendaram a perícia até 10 de abril. O prazo para que esses convocados entrem em contato com o INSS e marquem a perícia termina nesta sexta-feira.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

A vítima, de 28 anos, procurou ajuda em um propriedade rural, tendo sido acionado o policiamento.

Colisão frontal entre micro-ônibus e táxi ocorreu no km 6 da RSC 453

Chuva será volumosa na Região Oeste, Noroeste e Centro do Estado

Jacir Potrich sumiu na noite da terça-feira, e câmeras de segurança não flagraram homem deixando sua residência