Giro do Vale / Geral / País

Petroleiros decidem entrar em greve a partir de quarta-feira

Na pauta de reivindicação, trabalhadores pedem a saída de Pedro Parente da Petrobras.

Foto: Divulgação

A Federação Única dos Petroleiros indicou que iniciará uma greve por 72 horas a partir das meia-noite da próxima quarta-feira. O objetivo da manifestação é reduzir os preços do gás de cozinha e dos combustíveis. Os trabalhadores também pedem a saída imediata do presidente da Petrobras, Pedro Parente, a quem atribuem, “com aval do governo Michel Temer”, ter mergulhado o país “numa crise sem precedentes”.

Conforme o sindicato, as manifestações já se iniciarão neste domingo, quando os petroleiros farão novos atrasos e cortes de rendição em refinarias e fábricas de fertilizantes que estão em processo de venda: a Refap, em Canoas, além de Rlam (BA), Abreu e Lima (PE), Repar (PR), Araucária Nitrogenados (PR) e Fafen Bahia.

Atos também foram programados para segunda-feira em todo o sistema Petrobras, “denunciando os interesses que estão por trás da política de preços de combustíveis, feita sob encomenda para atender ao mercado e às importadoras de derivados”.

Trabalhadores da Refap iniciaram uma paralisação na manhã deste sábado. Uma reunião neste domingo definirá os rumos do movimento em Canoas.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Traficantes e policiais chegaram a trocar tiros durante a operação.

Pesquisa da ANP mostra movimentos distintos no valor dos combustíveis desde a paralisação nas rodovias, ocorrida no final de maio.

Governador reuniu-se com o ministro da Segurança Pública nesta terça-feira, dia 17.

Temperaturas sobem em todo o Estado e marcas podem chegar a 32°C.