Giro do Vale / Geral / Lajeado

Posto de combustíveis emite nota sobre abastecimento de veículos particulares de policiais

Vídeo com policiais abastecendo carros particulares circula nas redes sociais.

O Posto do Arco emitiu uma nota visando esclarecer as razões pelas quais veículos particulares de policiais receberam combustível durante a tarde deste domingo, dia 27. Conforme o comunicado, a gasolina foi cedida para viabilizar que os Policiais Militares (PMs) pudessem abastecer os seus carros para poderem se deslocar para o trabalho e garantir a segurança da população.

Confira abaixo na íntegra a nota encaminhada à imprensa:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Gostaríamos de pedir a atenção para esclarecermos sobre vídeos e informações que rolaram nas redes sociais sobre o abastecimento dos veículos particulares das polícias da nossa região no Posto do Arco em Lajeado na tarde deste domingo (27).

Em nome do Posto do Arco, a presente nota visa esclarecer que posto e a distribuidora de combustíveis Charrua apoia as manifestações do país e também aderiu a greve. Na sexta-feira chegou-se a um acordo entre órgãos de segurança da nossa região, Posto do Arco e manifestantes que pelo menos as policias da nossa região, ambulâncias, bombeiros e veículos da saúde deveriam ter seus veículos abastecidos para darem segurança a todos. 

Na tarde deste domingo (27) o coronel Ricardo, comandante do CRPO do Vale do Taquari anunciou que os PMs estão com dificuldade em ir trabalhar e pediu para que o Posto do Arco abastecesse os veículos pessoais com policiais fardados para que os mesmos possam garantir a segurança da população.

 

Grupo Independente

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Indivíduo, que ainda não teve a identidade confirmada, teria sido alvejado por quatro disparos de arma de fogo.

Veículo cortou a frente de ônibus que transportava cerca de 20 pessoas. Pelo menos 11 pessoas ficaram feridas, sendo que quatro permanecem no HBB, em estado regular.

Mulher havia registrado ocorrência de Maria da Penha contra o indivíduo.

Ele foi agredido com socos e teve sua carteira, com documentos e cerca de R$ 1 mil, levada.