Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio vence o Botafogo no Rio por 1 a 0

Em jogo marcado por desfalques e com poucas chances de gol, meia fez de falta, já no segundo tempo, o único gol da partida

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Quando tudo se encaminhava novamente para um empate morno, Jean Pyerre voltou a aparecer. Contra o Fortaleza, no fim de semana, já havia dado o passe para o gol. Diante do Botafogo, na noite desta quarta-feira, fez mais: em cobrança de falta precisa, marcou o gol da primeira vitória fora de casa do Grêmio no Brasileirão 2019, pelo placar de 1 a 0. 

Foram raras as chances de gol. A melhor do Grêmio foi no primeiro tempo, com Diego Tardelli. Pelo lado dos cariocas, pouca produção ofensiva, e a equipe mesmo jogando em casa, quase não agrediu o Tricolor. Com isso, coube a Jean Pyerre marcar o gol da vitória, aos 36 minutos do segundo tempo, levando o Grêmio a 11 pontos na tabela de classificação, e afastando de vez a equipe da zona de rebaixamento. 

Agora, as equipes só retomam as atividades após a Copa América, em julho. Na volta, a primeira partida do Grêmio pelo Campeonato Brasileiro será diante do Vasco. Antes, o Grêmio tem confronto marcado contra o Bahia, pela Copa do Brasil, na Arena, pelas quartas de final da competição. 

Começo morno e sem chances de gol 

O Tricolor não teve Geromel e Maicon, que sentiram no aquecimento, após terem sido confirmados no time. Com isso, Michel mais uma vez começou improvisado na zaga e Thaciano foi o volante ao lado de Rômulo. O primeiro tempo foi marcado pelas poucas chances de gol para ambos os lados. Mesmo desfalcado de última hora, foi o Grêmio quem tomou as ações de ataque nos primeiros minutos.

Diego Tardelli foi o jogador mais acionado, procurando as ações ofensivas pelo setor esquerdo. E foi dele a melhor chance do primeiro tempo. Logo aos dois minutos, em jogada individual, deu uma meia lua no defensor do Botafogo e, dentro da área, finalizou para defesa de Diego Cavalieri.  

Depois, o Botafogo tentou equilibrar o confronto, buscando os ataques especialmente pelo lado esquerdo. Em mais uma atuação sólida de Rodriguez, no entanto, o Grêmio conseguiu controlar as chegadas discretas da equipe carioca. O defensor se antecipou bem e chegou inteiro em todos os lances, sendo o melhor do sistema defensivo Tricolor. No entanto, sentiu ainda na etapa inicial, e quase chegou a ser substituído. 

O Grêmio reclamou pênalti, pedindo toque de mão de Joel Carli após cobrança de escanteio, aos 23 minutos do primeiro tempo. No entanto, com apenas uma chance de gol para cada equipe na etapa inicial, placar acabou zerado no primeiro tempo. 

Rodriguez sente e sai, mas Jean Pyerre decide 

Na etapa final, Rodríguez até tentou seguir em campo, mas o zagueiro não teve condições. O jogador deixou o campo, às lágrimas, para entrada de Darlan. Com a troca, o jogador ocupou a função de volante, enquanto Rômulo foi recuado para a função de zagueiro, jogando ao lado de Michel.

Aos 19 minutos, o Grêmio pediu pênalti após carrinho de Gabriel em Felipe Vizeu, quando o atacante tricolor invadia a área pelo lado esquerdo. No entanto, jogador botafoguense pegou apenas a bola e, apesar da sinalização confusa, árbitro deu apenas tiro de meta para os cariocas. 

As chegadas do Grêmio, que funcionaram bem na etapa inicial, não deram tanto resultado no segundo tempo. Diego Tardelli, ainda longe da melhor condição física, caiu de produção e não repetiu a boa atuação do começo do jogo.

Para tentar mudar o cenário, Renato Portaluppi lançou a campo Pepê, no lugar de Diego Tardelli. Mas foi Jean Pyerre quem decidiu. Após sofrer a falta na entrada da área, aos 36 minutos do segundo tempo, ele mesmo bateu. Com precisão, no canto de Diego Cavalieri, marcou 1 a 0 para o Grêmio e assegurou a vitória do Tricolor no Rio de Janeiro. 

Brasileirão 2019 – 9ª Rodada 

Botafogo 0 

Diego Cavalieri; Fernando, Joel Carli, Gabriel e Gilson; Cícero, Alex Santana e João Paulo (Yuri); Erik (Lucas Barros), Diego Souza e Luiz Fernando (Lucas Campos). Técnico: Eduardo Barroca

Grêmio 1

Paulo Victor; Leo Gomes, Geromel, Rodriguez (Darlan) e Juninho Capixaba; Michel, Maicon, Alisson, Jean Pyerre e Diego Tardelli (Pepê); Felipe Vizeu (André). Técnico: Renato Portaluppi

Gol: Jean Pyerre (36/2T)

Cartões amarelos: Thaciano e André (Grêmio); Yuri (Botafogo)

Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (PB)

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, RJ 

Público: 17.757

Renda: R$ 495.444

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Protesto que ocorre nesta terça-feira deve receber mais de 30 sindicatos

Além de quente, a tarde será de baixa umidade

Fogo atingiu área onde havia ocorrido o corte de mato e havia lenha depositada no local

Teste do bafômetro apontou positivo para o consumo de álcool