Giro do Vale / Geral

Tarifa de contas de luz terá bandeira vermelha em novembro

Taxa extra de patamar 1 será de R$ 4,169 a cada 100 quilowatts-hora consumidos

Conta de luz pode ficar até 55% mais cara no RS em 2015
Foto: Divulgação

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou, nesta sexta-feira, que as contas de luz vão ter bandeira tarifária vermelha patamar 1 em novembro. Com isso, a taxa extra nas tarifas será de R$ 4,169 a cada 100 quilowatts-hora consumidos (kWh). Em outubro, vigorou a bandeira amarela, com taxa de R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos.

“Novembro normalmente se caracteriza pelo início do período úmido nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN). Todavia, o regime de chuvas regulares nessas regiões tem se revelado significativamente abaixo do padrão histórico. A previsão hidrológica para o mês também aponta vazões afluentes aos principais reservatórios abaixo da média, o que repercute diretamente na capacidade de produção das hidrelétricas, elevando os custos relacionados ao risco hidrológico (GSF).

Essa conjuntura demanda elevação do acionamento do parque termelétrico, com consequências diretas sobre o preço da energia (PLD). O PLD e o GSF são as duas variáveis que determinam a cor da bandeira a ser acionada”, informou a Aneel.

No sistema de bandeiras tarifárias, em vigor desde 2015, a cor verde não tem cobrança de taxa extra, indicando condições favoráveis de geração de energia no País. Nesta semana, a diretoria da Aneel aprovou uma mudança nas regras da bandeira tarifária, para retirar o critério de arredondamento da taxa adicional cobrada com o acionamento das bandeiras amarela e vermelha.

Assim, na bandeira amarela, com condições menos favoráveis, a taxa extra será menor agora, de R$ 1,343 a cada 100 kWh consumidos. A bandeira vermelha pode ser acionada em um dos dois níveis cobrados. No primeiro nível, o adicional passa a ser de R$ 4,169 a cada 100 kWh. No segundo nível, a cobrança extra será de R$ 6,243 a cada 100 kWh.

As bandeiras tarifárias indicam o custo da energia gerada para possibilitar o uso consciente de energia. Antes do sistema, o custo da energia era repassado às tarifas no reajuste anual de cada empresa, e tinha a incidência da taxa básica de juros. A bandeira tarifária que vai vigorar em dezembro será divulgada pela Aneel no dia 29 de novembro. 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Homem foi preso pela Brigada Militar, e depois liberado após o registro na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento

Inter precisa ampliar série de vitórias para seguir no topo, e Grêmio tenta atrapalhar boa fase do rival e se manter na briga

Outras duas pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas para atendimento médico no hospital de Lajeado

As ocorrências se deram entre a noite do sábado, dia 23 e a madrugada deste domingo, dia 4