Giro do Vale / Destaque / Política

Regina Duarte aceita convite para ser secretária de Cultura

Atriz assume após a exoneração de Roberto Alvim, no último dia 17

Foto: Marcos Corrêa / Agência Brasil / Divulgação

A atriz Regina Duarte, de 72 anos, será a nova secretária especial de Cultura do governo federal. Após se reunir com o presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto, na tarde desta quarta-feira, dia 29, ela confirmou a jornalistas ter aceitado o convite para o cargo, que integra o Ministério do Turismo.

“Sim (aceitei), só que agora vão ocorrer os proclamas (trâmites formais) antes do casamento”, afirmou ao deixar a sede do Executivo federal, sem dizer a data em que deverá ser nomeada. Ela estava acompanhada da reverenda Jane Silva, que foi nomeada secretária especial adjunta de Cultura.  

O presidente Jair Bolsonaro também confirmou o “sim” de Regina, sem dar prazo para que ela assuma as funções. “Está tudo certo, está caminhando, ela está acertando as questões pessoais dela. Não tem prazo”, afirmou ao chegar ao Palácio do Alvorada, residência oficial, depois do encontro com a atriz. 

Regina Duarte foi convidada pelo presidente para assumir o cargo de secretária especial da Cultura após a exoneração do dramaturgo Roberto Alvim, no último dia 17 de janeiro. Na semana passada, ela veio a Brasília conhecer a estrutura da pasta e voltou esta semana para definir com o presidente se assumiria mesmo o cargo.

Regina Duarte nasceu no dia 5 de fevereiro de 1947. Com 55 anos de carreira, é uma das atrizes mais famosas do país, com dezenas de novelas no currículo. Os seus papéis mais marcantes foram em folhetins como Selva de PedraIrmãos CoragemVale TudoRoque SanteiroRainha da Sucata e Malu Mulher, além da personagem Helena em três obras do autor Manoel Carlos (História de Amor, Por Amor e Páginas da Vida). Para assumir o cargo de secretária especial, a atriz terá que suspender seu contrato com a TV Globo, segundo informou a própria emissora.

Agência Brasil

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Mapa preliminar aponta 75% do RS em bandeira vermelha

De acordo com a MetSul Meteorologia, deve chover mais nas áreas afetadas pelas enchentes, como os Vales e a Grande Porto Alegre

Prefeitos, secretários e assessores de cidades atingidas estiveram reunidos nesta manhã

Bombeiros não conseguiram chegar ao local em função da cheia do Rio Taquari