Giro do Vale / Política

Celso de Mello abre inquérito sobre falas de Moro contra Bolsonaro

Ministro do STF atendeu pedido de investigação da PGR

Foto: Divulgação

O ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), decidiu nesta segunda-feira, dia 27, autorizar a abertura de um inquérito para investigar as declarações feitas pelo ex-ministro da Justiça Sérgio Moro contra o presidente Jair Bolsonaro. A decisão de Celso de Mello, decano da Corte, atende ao pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras.

Ao pedir demissão do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Moro acusou o presidente de tentar interferir nas investigações da PF (Polícia Federal) ao exonerar o Maurício Valeixo do comando do cargo. “Não é questão do nome, há outros delegados igualmente competentes. O grande problema é que haveria uma violação à promessa que me foi feita, de ter carta branca, não haveria causa e estaria havendo interferência política na PF, o que gera abalo na credibilidade”, afirmou Moro.

A intenção agora é apurar se foram cometidos os crimes de falsidade ideológica, coação no curso do processo, advocacia administrativa, prevaricação, obstrução de Justiça, corrupção passiva privilegiada, denunciação caluniosa e crime contra a honra. Integrantes do MPF (Ministério Público Federal) apontam que, como Aras pediu ao STF a apuração do crime de denunciação caluniosa e contra a honra, o inquérito pode se voltar contra Moro, caso as investigações não confirmem as acusações.

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Levantamento do Tribunal apontava público potencial de 53 milhões, sete milhões a menos do grupo já beneficiado pelo governo

No domingo, dia 31, a chegada de uma nova frente fria traz instabilidade

Solicitado para ser opção ao técnico Diego Simeone, jogador retorna ao Atlético de Madrid

Volante já atuou em 223 partidas com a camisa colorada