Giro do Vale / Geral

Tornado deixa 16 feridos e mais de 800 desabrigados em Santa Catarina

Ventania destelhou imóveis, destruiu casas, carros e estabelecimentos em seis municípios do Estado

Foto: Divulgação

Um tornado atingiu o estado de Santa Catarina nesta sexta-feira, dia 14, e deixou um rastro de destruição em ao menos seis municípios. Segundo informações preliminares da Defesa Civil, são 16 feridos, 830 desabrigados e 115 desalojados. Chove forte em toda a região.

De acordo com a Defesa Civil, 4.245 unidades habitacionais foram afetadas, além de 65 instalações particulares e outras 40 públicas. Mais de 5% das unidades consumidoras estão sem energia elétrica.

Em Água Doce, 700 imóveis tiveram o telhado atingido com a ventania e outras 25 casas ficaram destruídas. Imagens mostram queda de árvores sobre vias e carros, caminhões tombados e o centro da cidade devastado, com muitos fios expostos, vidros de estabelecimentos quebrados e entulho. Na cidade, 11 pessoas ficaram feridas, sendo duas em estado grave.

Em Catanduvas, 235 casas foram destelhadas e duas ficaram destruídas. Em Ibicaré, duas igrejas e dois pavilhões foram danificados com a passagem do tornado, que atingiu três comunidades do interior.

O município de Tangará foi fortemente atingido e 90% das casas foram danificadas. Em todos os bairros houve destelhamento, inclusive em empresas. Em Vargem Bonita, a mesma destruição foi verificada em cerca de 1.300 casas.

A chuva é forte na região e há previsão de novos temporais ao longo do fim de semana. O oeste do estado é o mais atingido. Em Santa Rosa de Lima, em cinco horas, choveu 71 milímetros. Em Petrolândia, foram outros 66 milímetros entre 21h de sexta e 2h deste sábado. A Defesa Civil está recebendo itens de doação para ajuda humanitária aos desabrigados.

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Encontro entre Eduardo Leite e representantes da Famurs também acena com apoio da Brigada Militar na fiscalização contra aglomerações

Estado recebeu 11 pedidos de reconsideração, mas somente dois foram aceitos

Decisão está publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira

Eleitores que não comprovarem motivo da ausência no período determinado ficam com título irregular e deverão pagar multa