Giro do Vale / Destaque / Geral

Detran recomenda adiar pagamento da taxa de licenciamento e aguardar definição de novo valor

Discussão está em andamento na Assembleia, que só retoma trabalhos em fevereiro

Foto: Divulgação

Após a confusão envolvendo a taxa de licenciamento, o Detran informou, nesta quarta-feira, dia 23, que orienta os proprietários de veículos a não pagarem agora o tributo. A orientação é para que aguardem a definição em relação ao novo valor.

A discussão ocorre porque os novos CRLVs (documentos de licenciamento dos veículos) não serão mais impressos em papel-moeda e nem entregues em casa pelos Correios, o que gera diminuição de custos. O Detran, no entanto, argumenta que a taxa não se refere somente a isso, mas sim ao armazenamento de dados e do sistema da base nacional, para ver se há multas ou outras pendências, por exemplo, e isso corresponde à maior parte do valor. 

Nos últimos dias, o diretor-técnico do Detran, Fabio Santos, e o presidente do órgão, Enio Bacci, divergiram quanto ao prazo possível para que o novo valor entre em vigor, o que depende de um projeto de lei.

O PL 247/2020, protocolado em 13 de novembro, prevê alterações em taxas e poderia ter sido votado na terça-feira, dia 22. Os deputados, no entanto, optaram por remover o regime de urgência e retirá-lo da ordem do dia, assim como ocorreu com outras propostas, em virtude da votação do ICMS. Dessa forma, o texto deve passar pelo trâmite normal antes de ser colocado em votação. 

A taxa de licenciamento hoje é de R$ 90,84 para veículos com até 15 anos e de R$ 63,99 para os que possuem mais de 15 anos. Segundo o Detran, se houver mudança, o novo valor “deverá ser unificado, por entendimento do Supremo Tribunal Federal, e será debatido e definido na Assembleia Legislativa no próximo ano”. 

No caso de quem já fez o pagamento da taxa de licenciamento, a autarquia afirma que vai avaliar a possibilidade de haver devolução em caso de redução.

Prazo x validade do licenciamento 

O PL 247/2020 passaria a valer em 1º de janeiro de 2021, mas o trecho que trata especificamente do licenciamento, somente em 1º de agosto — podendo, assim, ser aplicado somente a partir do calendário de 2022. Uma das emendas, no entanto, pede que o texto passe a valer em 5 de abril, de forma que poderia ser aplicado ainda no calendário de licenciamento de 2021.

A Assembleia entrou em recesso e só retoma atividades de comissões e de plenário em fevereiro de 2021. Antes disso, para haver votação, seria necessário haver convocação de sessão extraordinária.

— Estou em discussão com o governo sobre vários assuntos, e vamos falar sobre isso também. Em dezembro não tem mais como, mas há a possibilidade de isso ocorrer em janeiro. Mas ainda será discutido — afirma o líder do governo na Assembleia, deputado Frederico Antunes. 

Segundo o Detran, o projeto de lei previa mudança somente para 2022 porque havia um entendimento de que, após a aprovação, teria que ser cumprido um prazo de 90 dias antes que a lei entrasse em vigor. Contudo, o intervalo não é exigido quando há a redução de taxas, segundo a Procuradoria-Geral do Estado. 

O licenciamento de 2020 tem validade até julho de 2021 e varia conforme o dígito da placa: 30 de abril para finais 1, 2 e 3; 31 de maio para finais 4, 5 e 6; 30 de junho para finais 7 e 8; e 31 de julho para finais 9 e 0.

Outras taxas

O licenciamento do veículo é composto, além da taxa de licenciamento, por outros tributos: IPVA, seguro DPVAT e eventuais multas vencidas. O documento só pode ser gerado quando todos os itens são quitados, o que, segundo o Detran, ainda não é possível, já que há uma indefinição no âmbito federal sobre o seguro DPVAT — ainda não se sabe se ele será cobrado em 2021. 

Em relação ao IPVA, a autarquia recomenda que os motoristas que quiserem garantir os descontos façam o pagamento deste item agora. Até 30 de dezembro, o abatimento pela antecipação é de 3%. Além disso, quem pagar até a data-limite tem a manutenção da Unidade de Padrão Fiscal (UPF/RS) — após a virada do ano, a atualização prevista é de 3,5%. 

Há ainda os descontos de Bom Motorista e Bom Cidadão, que seguem valendo em 2021. O calendário de pagamento vai até o dia 26 de abril, conforme o final da placa do veículo.

GaúchaZH

Comentários

  1. Miriam aparelho lemos disse:

    E se eu não pagar terei o veículo aprendido

  2. Gilberto cezar disse:

    Na realidade está taxa de licenciamento deveria ser extinta já pagamos taxa demais para ter um veículo já que pagamos IPVA e ao mesmo tempo pagamos pedágio nas estradas e também para estacionar na rua então abaixo a está taxa

Publicidade

Últimas Notícias

O espaço da sala de recuperação do bloco cirúrgico passa a funcionar como uma UTI Intermediária Covid 19

Ele assina contrato até dezembro de 2022

Lote deve chegar ao Aeroporto Salgado Filho no período da manhã

Hospital São José apresenta lotação dos 10 leitos disponíveis para UTI Covid