Giro do Vale / Bom Retiro do Sul / Geral

Problema na barragem de Bom Retiro do Sul impossibilita travessia de barcos

DNIT informa que está fazendo o planejamento e orçamento para realização dos reparos necessários

Foto: Juliano Beppler / Giro do Vale

Há cerca de um mês a barragem de Bom Retiro do Sul está com problema em um portão da jusante, que acaba impossibilitando a travessia de barcos da parte de baixo para cima, e vice-versa.

Esse problema tem afetado trabalhadores das embarcações que estão sem poder trabalhar nesse período, e sem previsão de quando poderão voltar, já que não há uma previsão de realização do conserto. Também ocorre uma maior incidência de caminhões nas estradas carregando materiais como areia por exemplo, o que antes era transportado pela hidrovia.

Tentamos contato representante da Pampulha Engenharia, mas fomos informados de que apenas representantes do DNIT poderiam passar informações sobre esse caso. Tentamos contato com o fiscal do Departamento, mas não obtivemos retorno.

Na tarde desta quarta-feira, dia 3, o DNIT publicou uma nota em seu site falando que está trabalhando no planejamento e no orçamento para fazer o reparo, mas não deu estimativa de prazo.

Confira a nota

“O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) alerta que a eclusa localizada em Bom Retiro do Sul, no Rio Grande do Sul, encontra-se paralisada devido a problemas estruturais no portão de jusante esquerdo, o que impede a passagem de embarcações. Esclarece, ainda, que esses problemas não afetam a barragem de Bom Retiro do Sul, que segue com suas comportas operando normalmente.

O DNIT informa que está trabalhando no planejamento e orçamentação dos serviços necessários ao restabelecimento da navegação na eclusa.”

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Ele era fundador e diretor do jornal O Informativo do Vale

Área precisou ser isolada junto a RS-118 em Viamão na manhã desta segunda-feira, deixando o trânsito interrompido

Previsão faz parte de um total de 18,4 milhões de doses da Oxford/AstraZeneca previsto para até o dia 1º de maio

Os homens que atiraram a droga para o interior da casa prisional não foram localizados

error: Content is protected !!