Giro do Vale / Geral

Regras para funcionamento de casas noturnas e eventos devem ser flexibilizadas

Governo do Estado confira a informação, mas medidas ainda não têm prazo para entrar em vigor

Foto: Divulgação

O governo do Rio Grande do Sul deve publicar, nos próximos dias, um decreto flexibilizando as medidas de distanciamento e de número de pessoas para o funcionamento de casas noturnas e realização de eventos durante a pandemia do coronavírus no Estado. A informação foi confirmada nesta quarta-feira, dia 11, durante divulgação de boletins que integram o Sistema 3As (aviso, alerta e ação).

As medidas, no entanto, ainda não têm prazo para entrar em vigor, e também dependem de liberação dos municípios, que têm autonomia para aplicar regras mais rígidas.

Conforme o gabinete de crise do governo, estabelecimentos como casas noturnas poderão receber até 350 pessoas (entre clientes e funcionários), desde que o espaço tenha capacidade de distanciamento entre as pessoas. Além disso, todos que estão no local deverão obrigatoriamente utilizar máscara. 

Já o uso da pista de dança não é permitido. Também será vedado beber em pé. Além disso, é necessário o distanciamento físico de no mínimo um metro e, sempre que possível, dois metros de distância em linha reta, entre pessoas que não moram no mesmo domicílio.

No setor de feiras e exposições, o governo do Estado informou que haverá alteração da metragem mínima por pessoa nos ambientes de circulação em pé, passando de 8 metros para para 6 metros. O distanciamento mínimo entre módulos e estandes, por exemplo, passará de 3 metros para 1,5 metro. 

Outra medida que será adotada no decreto a ser publicado prevê novos regramentos para a autorização de eventos no Estado. Atividades com até 400 pessoas não terão necessidade de solicitar autorização, desde que cumpram protocolos de distanciamento da portaria 391, de maio deste ano. 

GZH

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Crime ocorreu no Bairro Santo Antônio, e autor fugiu após o crime

Carro foi removido ao depósito e a mulher foi conduzida à DPPA de Lajeado

Receita já informou os contribuintes sobre pendências

No Vale do Taquari, o sol aparece entre nuvens