Giro do Vale / Geral

Prorrogação do prazo de validade de CNHs vencidas em dezembro de 2020 termina na sexta-feira

Cerca de 18,7 mil condutores ainda não encaminharam a renovação

Foto: Divulgação

O prazo para utilização de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vencida em dezembro de 2020 termina na próxima sexta-feira, dia 31. A prorrogação foi estabelecida em decorrência da pandemia.

Cerca de 18,7 mil condutores cuja CNH venceu em dezembro de 2020 ainda não encaminharam a renovação. A recomendação é que o serviço seja feito por aqueles que pretendem continuar conduzindo. Somando-se todas as habilitações vencidas só no ano de 2020 no Rio Grande do Sul, mais de 95,5 mil condutores podem chegar ao dia 31 com a licença para dirigir expirada.

Conforme previsto na normativa federal, para fins de fiscalização de trânsito, consideram-se válidas as habilitações com vencimento até 31 de dezembro de 2021, até a nova data correspondente para renovação definida nas tabelas. Isso também se aplica às informações contidas na CNH, inclusive aos certificados de cursos especializados que não constam no documento, e às Permissões para Dirigir.

HABILITAÇÕES VENCIDAS EM 2021

Data de vencimento – data-limite para renovação

  • Janeiro de 2021 – até 31 de janeiro de 2022
  • Fevereiro de 2021 – até 28 de fevereiro 2022
  • Março de 2021 – até 31 de março 2022
  • Abril de 2021 – até 30 de abril 2022
  • Maio de 2021 – até 31 de maio 2022
  • Junho de 2021 – até 30 de junho 2022
  • Julho de 2021 – até 31 de julho 2022
  • Agosto de 2021 – até 31 de agosto 2022
  • Setembro de 2021 – até 30 de setembro 2022
  • Outubro de 2021 – até 31 de outubro 2022
  • Novembro de 2021 – até 30 de novembro 2022
  • Dezembro de 2021 – até 31 de dezembro 2022
Ascom DetranRS

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Município já contabiliza em janeiro, cinco vezes mais casos do que o total de dezembro de 2021

Obras serão realizadas nos bairros Laranjeiras e São João

Carro que atropelou o rapaz, fugiu do local do acidente sem prestar socorro

Olinda Bolsonaro estava internada no Hospital São João, em Registro, no interior paulista