Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter larga na frente, mas sede empate ao Brasil de Pelotas

Colorado perdeu a chance de assumir a liderança do Gauchão

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Em jogo de muitas faltas, dez cartões amarelos e poucas chances de gol, o Inter só empatou com o Brasil de Pelotas, por 1 a 1, na noite desta quarta-feira, no Estádio Beira-Rio, pela sétima rodada do Gauchão 2022. O Colorado, que poderia assumir a liderança do estadual em caso de vitória contundente, não apresentou variedade ofensiva para romper a competente defesa adversária e segue sem engrenar na temporada.

Com o apito final, o torcedor novamente se manifestou com vaias de protesto pela atuação. O resultado deixa o time do técnico Alexander Medina na 2ª colocação, com 12 pontos. O líder segue sendo o Grêmio, que tropeçou em Frederico Westphalen. Os visitantes são os sétimos colocados, com dez pontos. Na próxima rodada, o Inter encara o São José, no domingo, às 20h30min, no Passo da Areia. O Brasil terá pela frente o Ypiranga, no Bento Freitas, no mesmo dia, às 16h. 

Jogo morno e gol no fim

Medina mandou a campo uma equipe diferente, com Mauricio, Paulo Victor, Kaique Rocha, Johnny e Heitor entre os titulares. O cenário da partida se mostrou claro logo nos primeiros minutos. O Brasil de Pelotas se portando atrás do meio de campo e esperando o Inter dar espaços para contragolpear. O Colorado, por sua vez, ficava com a posse de bola, mas sem inspiração tática e técnica para romper as linhas da defesa adversária. 

Ao longo dos 45 minutos iniciais, foram pouquíssimos chutes no gol de ambas as partes. Em lance coletivo, o meia Mauricio tabelou com Edenilson e finalizou por cima da meta xavante. O Brasil respondeu com Paulo Victor, que saiu na cara de Daniel, fintou o goleiro, mas perdeu tempo e desperdiçou a chance. Aos 38, o volante Gabriel fez o goleiro Marcelo bater roupa e quase abriu o placar de longe. O que teve bastante na primeira etapa no Beira-Rio foram cartões. Seis. Três para cada lado. 

Sempre mais com a bola, o time colorado colheu os frutos de, ainda que sem organização, se propor a jogar. Heitor cruzou da direita, a bola percorreu toda a área e chegou na esquerda para lindo cruzamento de primeira do lateral Paulo Victor. Livre, Taison só empurrou para o fundo das redes. Na comemoração, uma homenagem para esposa, que está esperando mais um filho do camisa 7 colorado. 

Falta de inspiração

O Inter voltou para a segunda etapa com uma troca. O centroavante Wesley Moraes deu lugar a David no comando do ataque. Apesar da mudança, quem realmente se alterou foi o Brasil de Pelotas, especialmente, na postura. Na primeira vez que tentou ter calma e trabalhar a posse de bola no campo ofensivo, o Xavante chegou ao gol. Em lance que rodou de lado a lado, Marllon recebeu nas costas da marcação e cruzou na medida e Paulo Victor, o atacante, testou para o fundo das redes

O gol deu alguns minutos de nervosismo ao time colorado. Passes errados em sequência e intranquilidade nas decisões. Aos poucos, a equipe retomou a concentração e recolocou a bola no chão. Aos 15, Johnny e David tabelaram até o volante soltar a bomba para defesa do goleiro Marcelo. O meia D’Alessandro ingressou no campo na vaga de Gabriel, aos 17, para dar mais controle de bola no meio campo. 

A posse de bola foi retomada pelo Inter, mas a criatividade ainda não aparecia. Aos 38, Taison quase marcou o segundo. Ele aproveitou bola espirrada e partiu para o gol. O zagueiro xavante conseguiu se recuperar e evitar o gol. Nos minutos finais, em que o Brasil de Pelotas se fechou, e o Colorado foi só ataque, ficou mais evidente as poucas alternativas ofensivas da equipe. Nem os sete minutos de acréscimo foram o suficiente para o time assustar o gol do goleiro Marcelo. Com o apito final, muita comemoração dos visitantes e vaias do torcedor na arquibancada. 

Campeonato Gaúcho – 7ª rodada

Inter 1

Daniel; Heitor, Kaique Rocha, Victor Cuesta e Paulo Victor (Boschilia); Gabriel (D’Alessandro) e Johnny; Edenilson, Mauricio (Caio Vidal) e Taison; Wesley Moraes (David). Técnico: Alexander Medina.  

Brasil de Pelotas 1

Marcelo; Marcelinho, Rafael Castro e Helerson; Gabriel Araújo, Luiz Meneses, Karl, Marllon (Gilberto Alemão), Luizinho; Paulo Victor e Thiago Santos (Luiz Felipe). Técnico: Jerson Testoni.

Gols: Taison (43min/1°) Paulo Victor (6min/2T°)
Cartões amarelos: Jerson Testoni, Marcelinho, Luizinho, Gabriel Araujo e Karl (Brasil de Pelotas) Alexander Medina, Mauricio, Taison, Heitor e Wesley Moraes (Inter)
Árbitro: Rafael Rodrigo Klein, auxiliado por Jorge Eduardo Bernardi e Fabulo Oliveira Diniz.  
Data e hora: Quarta-feira, 16 de fevereiro, às 21h30min. 
Local: Estádio Beira-Rio, Porto Alegre (RS)

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Cerca de 155 agentes cumpriram 30 mandados judiciais em 12 cidades gaúchas, tendo como alvos também a caça ilegal e o tráfico de armas

Com bastante nebulosidade e tempo instável, a temperatura varia pouco

Foi descartado qualquer tipo de sinal de violência no corpo da criança

Foi a quinta vez consecutiva que prêmio não teve seis acertadores