Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter dá vexame, perde para o Globo e está eliminado da Copa do Brasil

Equipe de Alexander Medina joga muito mal, leva 2 a 0 e vê sonho do bicampeonato acabar precocemente

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

O Inter precisava só de um empate para avançar à segunda fase da Copa do Brasil, contra um adversário que  figura na quarta divisão do futebol nacional. No entanto, naufragou na noite desta quinta-feira. A equipe de Alexander Medina jogou muito mal, perdeu para o novato Globo, do Rio Grande do Norte, por 2 a 0 e proporcionou mais um vexame dos gaúchos. Com a derrota, está eliminado ainda na etapa inicial da competição nacional.

O primeiro gol da partida foi no início do segundo tempo, em uma falha de Daniel. Fernando cobrou falta por baixo da barreira e, na tentativa de encaixar, o goleiro do Inter viu ela passar por baixo das pernas e morrer no fundo do gol. No fim, Rômulo aproveitou contra-ataque para matar o confronto. 

Na próxima etapa, o Globo enfrentará o Brasiliense, que eliminou o Humaitá na semana passada. Ainda não há data para a partida. Pelo Gauchão, o Inter volta a campo no domingo, quando enfrenta o Aimoré, no Beira-Rio, às 18h15min, em jogo válido pela 10ª rodada.

Inter sequer finaliza no primeiro tempo 

Na tentativa de evitar qualquer tipo de surpresa desagradável, Medina mandou a campo o que tinha de melhor à disposição. Só não contou com o atacante Taison, que ficou em Porto Alegre por questões particulares e foi liberado. Na lateral-direita, promoveu a estreia de Fabricio Bustos. A volância foi formada por Gabriel e Johnny, com Edenilson mais à frente. No ataque, David fez companhia à referência Wesley Moraes. 

Diante de um gramado irregular, o Inter começou o jogo abusando das bolas longas. Foram várias tentativas de lançamento nos primeiros 15 minutos, já que a bola “queimou” no pé dos jogadores colorados no início da partida. No entanto, esses passes saídos da defesa dificilmente encontravam destino e, assim, o Inter praticamente não ofereceu perigo ao Globo no começo. 

Aos 14, foram os donos da casa que tiveram uma chegada mais perigosa, finalizando pela primeira vez. Anderson fez boa jogada pela esquerda da área, na intermediária, passando em velocidade para Hiltinho. O camisa 10 finalizou meio de bico, sem equilíbrio, mas ainda assim conseguiu obrigar Daniel a trabalhar, fazendo uma defesa em dois tempos.

Até a metade do primeiro tempo, o Inter teve 62% de posse de bola. No entanto, o jogo do time de Medina não fluía, e o time quase não criou chances. Por outro lado, o Globo era mais organizado em suas saídas, e as tentativas de ataques ofereciam mais perigo ao goleiro Daniel e ao sistema defensivo do colorado.

A primeira – e única – finalização do Inter na direção do gol no primeiro tempo veio apenas aos 39 minutos. Moisés recebeu na esquerda, carregou e acreditou em finalização de longe, obrigando o goleiro André Zuba a cair e espalmar ela para o lado. No rebote, Edenilson não conseguiu finalizar direito e ela saiu em tiro de meta. Assim, o confronto foi ao intervalo empatado em 0 a 0.

Indisposição de jogador e do futebol colorado

No vestiário, o volante Johnny sentiu uma indisposição estomacal, obrigando Alexander Medina a fazer uma troca na volta para o intervalo. Nos primeiros 45 minutos, o volante titular não foi bem. Errou muitos passes, deixando o time exposto na marcação. Para o lugar dele, no entanto, o treinador optou por um jogador com características parecidas, sem mudar muito a forma de jogar do Inter.

A primeira finalização, a exemplo do que aconteceu na etapa inicial, foi também do Globo. Logo aos 2 minutos, o time da casa arriscou de fora da área, em bola que passou perto da trave de Daniel. O goleiro, aliás, reclamou muito, demonstrando insatisfação desde o primeiro tempo com o sistema defensivo, que permitiu finalizações em sequência dos donos da casa contra a sua meta.

Aos 9 minutos, o Globo chegou ao seu gol na bola parada. Em falta também após contra-ataque, muito explorado pelos donos da casa, Fernando Ceará cobrou na intermediária, por baixo da barreira. Ela não tinha tanta força, e o goleiro Daniel chegou a cair para encaixar. No entanto, em uma infelicidade, a bola que parecia fácil passou por baixo das pernas, em uma falha incrível para fazer o 1 a 0.

Diante do gol, Medina fez três trocas logo de uma só vez. Saíram Gabriel, Mauricio e Bruno Mendez, para as entradas de Kaíque Rocha, D’Alessandro e Caio Vidal. O trio substituído teve atuação não mais que apagada enquanto ficou em campo. E o Inter viveu seu pior momento na partida. Nervoso, tenso, entrou na provocação e na catimba do Globo, que se preocupava apenas em gastar o relógio. 

O golpe de misericórdia veio justamente no contra-ataque, desenhado ao longo de todo o jogo. Rômulo, o centroavante, foi acionado, saiu na cara do goleiro Daniel aos 42 do segundo tempo e não perdoou. Bateu com precisão para eliminar o Inter ainda na primeira fase, consolidando o vexame colorado na Copa do Brasil. 

Copa do Brasil – 1ª fase 

Globo 2

André Zuma; Alessanro, Mael, Eduardo Bahia e Fernando; Ramon, Hítalo, Nino (Adilio) e Hiltinho (Victor Souza); Anderson e Rômulo. Técnico: Jaelson Marcelino 

Inter 0

Daniel; Bustos (Cadorini), Bruno Mendez (Kaique Rocha), Cuesta e Moisés; Gabriel (Caio Vidal), Johnny (Rodrigo Dourado), Edenilson e Mauricio (D’Alessandro); David e Wesley Moraes. Técnico: Alexander Medina

Gols: Fernando (9/2T) e Rômulo (42/2T)

Cartões amarelos: Hiltinho, André Zuba e Nino (Globo); Bruno Mendez, Kaique Rocha, Victor Cuesta e Wesley Moraes (Inter)

Arbitragem: Denis da Silva Ribeiro (AL)

Local: Estádio Barretão, em Ceará-Mirim (RN) 

Data e hora: 03/03, às 21h30min

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Cerca de 155 agentes cumpriram 30 mandados judiciais em 12 cidades gaúchas, tendo como alvos também a caça ilegal e o tráfico de armas

Com bastante nebulosidade e tempo instável, a temperatura varia pouco

Foi descartado qualquer tipo de sinal de violência no corpo da criança

Foi a quinta vez consecutiva que prêmio não teve seis acertadores