Giro do Vale / Geral

Suspeito de matar estudante estrelense é preso pela polícia em Porto Alegre

Jovem de 19 anos confessou como matou Masahiro Hatori.

Foto: Reprodução / Facebook

Foto: Reprodução / Facebook

A Polícia Civil prendeu na manhã desta sexta feira, dia 17, no Bairro São José, na zona Leste de Porto Alegre, o homem suspeito de cometer o latrocínio do estudante de doutorado em Física da UFRGS, natural de Estrela, Masahiro Hatori, no início deste mês. O jovem foi preso após denúncia sobre a localização do carro utilizado na ação.

Denis da Silva Maduré, 19 anos, foi preso em casa e confessou o crime. Ele disse que estava passando pelo local quando viu a vítima e decidiu realizar o assalto. Segundo o delegado Juliano Ferreira, o criminoso afirmou que atirou porque se assustou com o movimento feito pela vitima quando ela foi pegar a mochila.

“Tão logo ingressamos na casa, imediatamente ele já sabia o motivo e confirmou a identidade do segundo suspeito. Disse que eles já tinham praticado um outro roubo antes do assalto à vítima que eles acabaram matando”.

O segundo envolvido, responsável por dirigir o veículo EcoSport, ainda não foi localizado. Ele foi identificado pelo próprio comparsa como Valmir William Pacaí, de 23 anos. De acordo com o delegado Juliano Ferreira, responsável pela investigação, o suspeito é proprietário do veículo utilizado no crime. O carro, principal elemento para a localização de Denis, estava escondido na casa de um familiar de Valmir.

“É morador numa casa muito boa, de classe média. Pais trabalhadores, a mãe estava chegando em casa do trabalho em uma clínica. Infelizmente o filho está envolvido nesse crime bárbaro e segue foragido”.

O delegado afirmou durante coletiva realizada nesta manhã no Palácio da Polícia – com a presença do Chefe da Polícia Civil, Delegado Emerson Wendt, e do Chefe da Regional de Porto Alegre, delegado Eduardo Hartz – que a dupla possui antecedentes por roubo e tráfico de drogas.

 

Zero Hora

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foto: Divulgação

Os corpos, que seriam de pai e filho, já estavam em avançado estado de decomposição

Foto: João Vilnei / Divulgação

Defesa Civil concentrou o atendimento aos moradores no ginásio do Corpo de Bombeiros em Santa Maria

Foto: Divulgação

Casa incendiou, mas os bombeiros conseguiram controlar as chamas

Foto: Brigada Militar / Divulgação

Indivíduo estava com crack, cocaína e maconha