Giro do Vale / Destaque / Geral / País

Ministério das Cidades irá revogar resolução que exige provas para renovação da CNH

Para ministro, medida evita burocratizar processo para obtenção do novo documento.

Foto: Divulgação

Diante da polêmica causada pelos novos procedimentos para renovar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) – que começariam a vigorar a partir de junho – o Ministério das Cidades comunicou neste sábado que irá revogar a medida. O anúncio foi feito pelo ministro Alexandre Baldy, no início da noite.

“O governo federal deseja tornar simplificada a vida dos brasileiros e desejamos sim a diretriz de reduzir custos em todos os serviços que pudermos aos cidadãos”, afirmou o ministro, em vídeo divulgado pela Pasta. “Portanto, nós revogaremos a medida.”

Pela normativa, a renovação do da CNH passaria a exigir um curso teórico de 10 horas. Após, o motorista precisaria fazer uma prova de 30 questões. Caso fosse reprovado duas vezes na prova, o condutor necessitaria fazer todo o curso novamente.

A medida surpreendeu os Detrans estaduais, conforme o presidente do órgão no Estado, Ildo Mário Szinvelski. Em entrevista à Rádio Guaíba, ele disse que encaminharia ao Denatran um maior prazo para a adaptação das provas, num movimento que deveria seguir em outros estados.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Três veículos se envolveram no acidente na altura do Km 344, próximo ao Guinhos Sansão

A vítima foi espancada, torturada, jogada em um terreno baldio e queimada

Com a colisão, a carreta ficou atravessada na rodovia. O trânsito chegou a ficar interrompido em ambos os sentidos

Uma van do transporte universitário de Boqueirão do Leão, com destino a Lajeado, e uma Saveiro e uma Saveiro se envolveram no acidente