Giro do Vale / Destaque / Geral / País

Ministério das Cidades irá revogar resolução que exige provas para renovação da CNH

Para ministro, medida evita burocratizar processo para obtenção do novo documento.

Foto: Divulgação

Diante da polêmica causada pelos novos procedimentos para renovar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) – que começariam a vigorar a partir de junho – o Ministério das Cidades comunicou neste sábado que irá revogar a medida. O anúncio foi feito pelo ministro Alexandre Baldy, no início da noite.

“O governo federal deseja tornar simplificada a vida dos brasileiros e desejamos sim a diretriz de reduzir custos em todos os serviços que pudermos aos cidadãos”, afirmou o ministro, em vídeo divulgado pela Pasta. “Portanto, nós revogaremos a medida.”

Pela normativa, a renovação do da CNH passaria a exigir um curso teórico de 10 horas. Após, o motorista precisaria fazer uma prova de 30 questões. Caso fosse reprovado duas vezes na prova, o condutor necessitaria fazer todo o curso novamente.

A medida surpreendeu os Detrans estaduais, conforme o presidente do órgão no Estado, Ildo Mário Szinvelski. Em entrevista à Rádio Guaíba, ele disse que encaminharia ao Denatran um maior prazo para a adaptação das provas, num movimento que deveria seguir em outros estados.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

O motociclista negou o teste do etilômetro, sendo autuado administrativamente.

Na justificativa da proposta, o senador Airton Sandoval cita estudos feitos em países diversos que vinculam a adoção do horário de verão com o desenvolvimento de problemas de saúde.

Máxima pode chegar aos 30°C em algumas cidades do Estado

Indivíduo, que ainda não teve a identidade confirmada, teria sido alvejado por quatro disparos de arma de fogo.