Giro do Vale / Educação / Estado

Governo do Estado pagará adicional para professores que ganham abaixo do piso

Das 156 mil matrículas de educadores no ensino público estadual, 76,5 mil recebem o básico abaixo do piso hoje

Foto: Divulgação

O governo do Estado confirmou nesta terça-feira, dia 15, que vai atualizar e reajustar em 4,17% o valor do completivo que paga aos professores — é o mesmo percentual previsto para o Piso Nacional do Magistério, que totalizará, a partir deste mês, R$ 2.557,74.  

Em vigor desde abril de 2012, o chamado completivo foi implementado por meio de acordo judicial e vem sendo utilizado para complementar a renumeração dos professores que não recebem o mínimo fixado pelo Ministério da Educação. Até o ano passado, o valor do piso era R$ 2.455,35. O impacto para os cofres públicos será de R$ 64 milhões. Ao todo, o governo gasta R$ 330 milhões a título de completivo.  

76.564 matrículas serão atingidas pela medida, o que representa quase a metade de uma categoria que soma 156 mil vínculos (entre professores ativos, inativos e temporários). No ano passado, eram 56.487 profissionais que recebiam o valor de complemento.

Desde sua implantação, ainda em 2009, o Piso do Magistério soma uma correção de 169,24% até 2019. Neste mesmo período, os principais indicadores oficias da inflação, como o IPCA, acumularam em média 76,2%.

Caso o novo valor fosse adotado para todos os professores com base no atual Plano de Carreira do Magistério Estadual, o impacto anual seria de R$ 5,98 bilhões em 2019.

GaúchaZH

Comentários

  1. Gabrieli disse:

    Sera que o governador eduardo leite vai chamar emergencial do estado para as escolas que tão precisando

  2. Carmen Engster disse:

    E quanto aos professores q com muito esforço e dedicaçāo alcançaram os níveis 5 e 6 e q estão a 8 anos sem reajuste, como ficaremos? Será q professor gaúcho precisa ser nivelado por baixo? O professor gaúcho q se qualifica e investe em si mesmo ñ merece ser recompensado? Qual professor ainda fará curso superior ou se qualificará se ñ for recompensado? É assim q querem educaçāo de qualidade?

  3. Carmen Engster disse:

    Nosso governador ñ é diferente dos outros. Educação de qualidade ñ interessa. Veem a educação como algo q ñ merece investimento. É desta maneira q cada x mais o RS se afundará. Qual professor terá disposição para se qualificar profissionalmente? Óbvio q ñ é bons e motivados professores q o Estado do RS deseja?

Publicidade

Últimas Notícias

O Fiat Uno azul, placa IGJ 8492, de Arroio do Meio teve perda total

veículo estava abandonado na Rua Henrique Schmidt, bairro São Francisco

Teste do bafômetro acusou 0,67 miligramas de álcool por litro de ar expelido

Após registro na Delegacia de Polícia, o indivíduo foi recolhido ao presídio