Giro do Vale / Destaque / Meio Ambiente / Política

Fala de vereador bom-retirense gera indignação de protetores dos animais

Parlamentar mostrou descontentamento com a prisão de um indivíduo denunciado por maus tratos animais, no município de Taquari

Sílvio Roberto Portz (MDB) – Foto: Reprodução / Facebook

“Uma ONG aí, prendeu um cidadão trabalhador, sem direito de fiança, porque tinha dois cachorros amarrados num galpão de chão batido”, esse foi um dos trechos do discurso do vereador Sílvio Roberto Portz (MDB) durante a sessão remota realizada pela Câmara de Vereadores de Bom Retiro do Sul na noite da terça-feira, dia 16, que acabou gerando indignação em movimentos defensores dos animais.

No espaço das Explicações Pessoais, Portz comentou sobre a prisão de um indivíduo em Taquari, onde também foram resgatados cães que estavam em situações de maus tratos. Ele classificou o caso como um “descaso com o ser humano, com a sociedade e com as pessoas de bem, as pessoas que trabalham”. O parlamentar também minimizou a importância desse tipo de ação, fazendo um comparativo com a situação de pandemia. “Tantas pessoas precisando de respirador, de oxigênio, e as pessoas batendo em algo tão fútil”, completou.

O parlamentar chegou ao assunto, depois de comentar sobre a fiscalização feita pela Patrulha Ambiental da Brigada Militar (PATRAM) na barragem, onde foi constatada a morte de centenas de peixes em função da falta de um plano de ação ambiental da empresa que realiza o concerto em um portão da eclusa. “Se abrir a barragem e ficar alguma coisa lá (nas galerias da escada) vai morrer algum peixe. O peixe se recompõe de novo. O que precisa é o transporte da areia. As empresas da construção civil estavam todas sem areia, paradas”, disse.

CLIQUE AQUI: Assista ao vídeo com a manifestação do vereador a partir do tempo 1:12:33

Durante a própria transmissão ao vivo pela página da Câmara de Vereadores no Facebook, já aconteceram manifestações desqualificando a fala do parlamentar. Durante essa quarta-feira, dia 17, a indignação de protetores dos animais ganhou mais força nas redes sociais.

A presidente da ONG Associação de Protetores de Animais de Bom Retiro do Sul (APAB) Rejane Mota dos Passos lamentou o discurso do vereador, e fez uma manifestação nas redes sociais, onde destacou que ONG não tem poder de prender ninguém, como foi afirmado pelo parlamentar. “Ele foi preso por maus tratos pela Polícia Civil, por manter amarrados e em estado crítico de desnutrição os seus animais”. Para Rejane, é por esse tipo de atitudes que o trabalho dos protetores dos animais enfrenta barreiras todos os dias.

Bom Retiro do Sul também tem Lei Municipal que trata sobre esse tema. Clique aqui e confira.

“A legislação é feita para ser cumprida”

Em Bom Retiro do Sul também tem se intensificado as ações de resgate de animais em situação de maus tratos. O Delegado Juliano Stobbe, titular da Delegacia de Polícia do município, comentou sobre o posicionamento do vereador.

“Fazendo um contraponto, primeiro acredito que o vereador desconhece a Lei, e segundo, a legislação é feita para ser cumprida, e até que ela seja modificada, não há discussão sobre ela”, frisa o delegado.

Não há fiança para esse tipo de crime na etapa policial, e ele pode resultar em prisão de dois a cinco anos, podendo gerar até mesmo prisão em flagrante, de acordo com o entendimento do delegado responsável.

“De minha parte, nenhum autor de crime ambiental ou de crime contra humanos, ficará impune, pela manifestação ou não de qualquer político ou pessoa que se entenda como influenciadora”, finaliza Stobbe.

Imagem de um dos cães resgatados na ação de Taquari. (Foto: Divulgação / BM)

Nota da ONG de Taquari

A ONG Os Salvadores, de Taquari, emitiu uma nota em resposta ao posicionamento do vereador

“A ONG OS Salvadores, embora o vereador não conheça o nosso trabalho, desenvolve atividades da causa animal e também organiza ações voluntárias voltadas as crianças que se encontram albergadas.

Nos solidarizamos com as pessoas e toda a sociedade que se encontra impactada com a pandemia, ressaltando o nosso reconhecimento aos profissionais da saúde. Entretanto, um problema não exclui o outro. A causa animal reflete diretamente na nossa sociedade e na saúde pública, o que significa não se tratar de uma questão “fútil”. Ademais, existe uma lei que deve ser cumprida.

O indivíduo que foi encaminhado à Delegacia, saiu de lá antes de nós e esperamos que o mesmo se conscientize de que os animais também são criaturas de Deus, e que quem não tem condições de cuida-los, que não os tenha.

Nos colocamos a disposição do vereador, para que ele conheça o nosso trabalho, bem como os projetos de lei que foram encaminhados, e alguns já aprovados , pelo Poder Público de Taquari. Estes projetos não são voltados somente ao bem-estar animal, mas também aos problemas ambientais e sociais do nosso Município, buscando alternativas ao problema da vulnerabilidade social enfrentada pelos carroceiros. Acreditamos que o vereador deve ter projetos defendendo outras causas, o que é muito nobre, vivemos numa democracia!

Queremos ainda esclarecer que o nosso trabalho é totalmente voluntário, ou seja, não temos salário. Para finalizar, afirmamos que nenhum trabalho é fútil quando realizado voluntariamente e buscando o bem-comum.

Tiago Rodrigues, presidente da ONG Os Salvadores

Comentários

  1. Noeli Ripplinger disse:

    Alguém da importância para o que fala um merdinha de um vereadorzinho desses? Eu não.

  2. Gunter Sudbrack disse:

    Me manda esse boxer aqui pra mim cuidar dele … E pena de morte ora esses lixos FDP.

  3. Laerte Vargas disse:

    Um monstro que cumplicia com a crueldade contra os animais e ocupa um cargo pago por nós, para representar os interesses da comunidade! Esse é o quadro político do Brasil.

  4. Rita Morsch disse:

    Cidadãos colocaram seus votos fora. Perdeu a oportunidade de se calar. Espero que os eleitores da cidade não esqueçam do comentário do excelentíssimo vereador na proxima eleição e mostrem o resultado negativo para ele na próxima eleição.
    Que pessoa pequena, sem noção de nada

Publicidade

Últimas Notícias

Ele era fundador e diretor do jornal O Informativo do Vale

Área precisou ser isolada junto a RS-118 em Viamão na manhã desta segunda-feira, deixando o trânsito interrompido

Previsão faz parte de um total de 18,4 milhões de doses da Oxford/AstraZeneca previsto para até o dia 1º de maio

Os homens que atiraram a droga para o interior da casa prisional não foram localizados

error: Content is protected !!