Giro do Vale / Estado / Polícia

Suspeitos da execução de primos que cavaram a própria cova em Gravataí estão foragidos

Os dois suspeitos tiveram prisão preventiva decretadas na última quinta-feira

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Os dois homens identificados como suspeitos de participação no assassinato dos primos que foram obrigados a cavar a própria cova antes de serem mortos e queimados, em Gravataí, estão foragidos da polícia. Heverton de Brito, 18 anos, e Moisés Uilian da Silva Silveira, 28 anos, tiveram os pedidos de prisão preventiva decretados e autorizados pela Justiça na tarde desta quinta-feira, dia 31.

A polícia realizou buscas aos suspeitos durante a tarde, mas eles não foram localizados e entraram na condição de foragidos.

Brito e Silveira foram identificados com base em depoimentos colhidos durante as investigações. A relação dos dois com uma dupla presa com celulares que continham as imagens do crime, no início da semana, ainda está sendo investigada.

O vídeo do crime, que ocorreu na semana passada, circulou pelas redes sociais mostra as vítimas – identificadas como Vitor da Rosa, 22 anos, e Vagner da Rosa, 17 – cavando a própria cova antes de serem mortas a tiros e queimadas. Conforme o delegado Felipe Borba, da delegacia de homicídios de Gravataí, nenhum dos dois tinha antecedentes criminais.

Os dois corpos foram encontrados carbonizados no Loteamento Xará, em Gravataí.

 

Rádio Gaúcha

 

SAIBA MAIS

Homens cavam a própria cova antes de serem assassinados em Gravataí

Dois primos cavaram a própria cova antes de serem mortos em Gravataí

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foto: Divulgação

Diesel teve queda de 0,30% no preço e deve valer a partir desta sexta-feira

Foto: Brigada Militar / Divulgação

Ocorrência foi registrada no bairro dos Estados

Foto: Divulgação

Nos aspirantes Rudibar e Rui Barbosa se enfrentam, e nos titulares o confronto será entre Palanque e Flor de Maio.

Foto: Divulgação

Fluxo no local foi normalizado após duas horas